Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Leonardo Santos

As lições de Fatboy Slim em Goiânia

Profissionalismo é o segredo do Dj | 06.01.13 - 18:00 As lições de Fatboy Slim em Goiânia I'm in Brazil - Fatboy não esconde seu amor pelo Brasil em show perfeitamente sincronizado (Foto: Leonardo Santos)
Nem só de carisma vive um Dj. Nem só de música vive a sua apresentação. Afinal, a internet está aí abarrotada de faixas para quem quiser comprar ou pegar. E quem é que nunca foi a uma balada, onde a única coisa que o Dj conseguiu foi fazê-lo sentir foi sono ou tédio? 
 
O que faz de Fat Boy Slim um Dj tão mega então?! Por que suas apresentações são tão animadas? Como ele consegue agitar o público após todos esses anos? Vou focar aqui, no que ao meu ver, é o maior diferencial de apresentações como a de Norman Cook: profissionalismo.
 
Ele é um grande remixador. Fatia suas músicas, reedita versões e insere referências de seus próprios sucessos e de grandes músicas do cenário pop, eletrônico e até rock. Garanto que muita gente foi ao show no Cel da OAB em Goiânia imaginando que ouviria as versões originais de seus hits, mixados de maneira comum e com uma mãozinha para cima, eventualmente, e isso já seria muito divertido. Saíram de lá com muito mais. 
 
É um show! Não é um mero Dj Set. Abertura – iluminação e projeções sincronizadas – batidas incessantes – ritmos variados (dentre eles até funk brasileiro e reggae) e muito trabalho de casa bem feito. Muitas faixas preparadas para permitir uma verdadeira odisséia de colagens, vídeos com referência ao Brasil e o próprio Fatboy como personagem em várias passagens. 
 
Enfim, eu gosto daquela sensação que um artista deixa quando prova que não é mega por acaso, mas porque tem um cuidado extremo em produzir boa música, boa iluminação e um excelente show para quem pagou ingresso. 
 
Fatboy Slim não é um fanfarrão das pick-ups como muitos ex-BBBs, modelos e socialites. É um produtor experientíssimo e de muita competência, que junto com sua equipe se esforça para levar o público numa verdadeira rave/show particular.

*Leonardo Santos é publicitário e professor universitário. 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 07.01.2013 12:43 Flavio Campos

    apesar dos banheiros ter ficado la em baixo (logo na entrada) ter que descer as escadas toda hora que bater o aperto e da cerveja quente o show foi muito bom!!

  • 07.01.2013 12:02 Cleber L. Brito

    Realmente é uma experiência fenomenal. Um profissional da diversão, é como ele poderia ser definido. Mesmo quem não é acostumado às batidas eletrônicas poderia se surpreender ao se deparar com uma apresentação igual à desse último sábado. E Goiânia está cada vez mais inserida no circuito nacional.

  • 07.01.2013 11:47 David Santillo

    'Fatboy Slim não é um fanfarrão das pick-ups como muitos ex-BBBs, modelos e socialites.' - Posso tatuar isso brother? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • 07.01.2013 10:12 Jorgiany Lavor

    O show foi realmente maravilhoso...Mas quem pagou mais caro e estava lá na frente deve ter morrido de calor! E poderiam ter colocado mais telões né, afinal era o Fatboy Slim! Só um telão é pouco...

  • 06.01.2013 20:20 André Luis

    Ual!!! Agora tô com muita vontade de ir a um show dele. Valeu pela dica.

  • 06.01.2013 18:27 Fernanda

    Ele foi perfeito mesmo! Mas pra variar a organização do evento foi péssima. Pagamos ingresso caro pra ficar que nem porco amontoado nos outros pra conseguir uma água. É foda.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351