Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Anapaula de Castro Meirelles

Seguidores ou fantasmas?

Fraude nas redes sociais | 16.04.13 - 07:40

Goiânia - Houve um tempo em que era possível medir a popularidade virtual de uma pessoa ou de uma marca através do número de seguidores, amigos e likes. Mas isso já faz muito tempo, bem antes da proliferação dos camelôs virtuais.

Hoje nunca foi tão simples e fácil inflar artificialmente os números de supostas amizades virtuais. A missão não é complicada e muito menos cara. Este tipo de “serviço” é disponibilizado por inúmeros sites que para adquirir o produto basta valer-se de um cartão de crédito e acessar estas lojas on line e escolher a quantidade que quiser. Estas empresas com o tempo refinaram-se e receberam contornos de credibilidade. Se antes os perfis eram vazios, sem fotos e conteúdo, hoje as empresas dão-se ao trabalho de produzir biografias e retratos fakes.

Particularmente não vejo com bons olhos este tipo de serviço, porque a ideia é causar uma boa impressão de que o espaço é popular e conhecido e eu na verdade fico constrangida quando descubro que aquilo que admiro e respeito é fruto de uma conquista comprada. Pode ser que a quantidade auxilie no fechamento de contratos, mas é absolutamente vergonhoso apresentar números que não correspondem à realidade.

Ter milhares de seguidores nas redes sociais não significa ter relevância ou valor. Aqui também vale a máxima que muito mais importante que a quantidade é a qualidade da interação e da informação digital. Isso, sim, pode ser capacidade de influência e prestígio.

Até porque a natureza do crescimento de seguidores nas redes sociais é lenta e cortar caminho é uma prática condenável e fraudulenta e constitui um desastre para quem pratica. O resultado é o descrédito e o repúdio do mercado que se quer atingir. É tão maravilhoso receber um novo seguidor ou amigo de forma espontânea. O resultado conquistado com isso é sólido. No contraponto sua credibilidade sempre estará em jogo.

A melhor maneira de formar um público com qualidade nas redes sociais é com conteúdo. Constituir conteúdo relevante a sua imagem ou ao seu negócio e que, ao mesmo tempo, seja relevante para quem vai consumir é o divisor de águas entre o sucesso e o fracasso de ações deste tipo nas Redes Sociais. A adesão aos canais será espontânea, criando uma relação real e duradoura.

O que tem mais peso quando avalio o assunto é que, além de enganar os outros, estão enganando a si mesmos. Ainda prefiro seguir o caminho tradicional do sucesso. Aquele conquistado por mérito.

Anapaula de Castro Meirelles é publicitária


Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 16.05.2013 16:16 Roberta Klein

    Nossa, to chocada! Apesar de saber da existência do esquema recentemente - cheguei a receber convite pra isso no Instagram! - acreditava que esse pessoal era popular de verdade, alguns, não entendia como (totalmente sem fundamento, patético). O pessoal inventa tanta coisa, poderiam inventar algum aplicativo pra desmascarar esse povo hein! Ótima matéria Anapaula.

  • 04.05.2013 22:24 Ludmila

    É....perfil com 16 mil seguidores e os likes mirrados é coisa pra enganar otário.

  • 30.04.2013 12:20 fatima lemos

    Uma dica: pluz size do colunismo goiano, antipática, pedante e sem ética. Anyone?

  • 29.04.2013 21:41 Veridiana de Freitas

    A qualquer preço as pessoas estão se perdendo na busca de aceitação e reconhecimento. Até amigos e seguidores podemos comprar. Já credibilidade, caráter e dignidade estes não estão a venda.

  • 25.04.2013 22:25 Maria Helena

    Será que essas pessoas acham que enganam por muito rempo? Como ter 16 mil seguidores e no máximo 1/2 dúzia de likes? Comprando obviamente. #vergonha#truculência#caradeperoba#elefanterosa.

  • 24.04.2013 21:57 Bruna

    O texto fala muito bem quando diz que o mais importante é a qualidade e interação com a ferramenta.

  • 24.04.2013 20:57 bia tahan

    Meu deus, que tristeza, todo mundo querendo ser famoso, ter seus 15 minutos de fama a todo custo. Bom caráter? Ética? Humildade? São valores esquecidos, infelizmente, por gente sem escrúpulos, sem amigos, sem credibilidade. Digno de pena.

  • 23.04.2013 08:50 Suzane Abrahão

    Um dos piores fenomenos goianos desta febre da internet desse ano é do jornalismo categoria peso pesado. Com textinhos eróticos de mau gosto se confirma que loucura não tem limites.

  • 22.04.2013 09:41 Anapaula Castro Meirelles

    Pessoal estou adorando os comentários. Não acho positivo divulgar o errado, mas algumas pessoas tem me questionado sobre isso. Aqui um link em que você encontra um Paraíso de amigos, fãs e likes. www.addlikes.com.br/ Tudo em apenas um click.

  • 21.04.2013 10:53 Patrícia

    Eu sei de 3 que fazem isso aqui em Gyn. Pra mim o maior absurdo é da dupla de irmãs que tem mais de 500 mil seguidores. Uma dica: Santé! Um brinde a essas farsantes. Tenho pena dos curtidores de verdade, mas acho que devem ser poucos.

  • 20.04.2013 13:12 Rejane Moraes

    Coragem mesmo é citar os nomes. Quem são os palhaços? Nós que ainda seguimos ou estes farsantes.

  • 20.04.2013 08:30 Andreia Pazini

    Eu sei quem é essa blogueira. 100 mil likes. 100 mil zumbis. Ana Paula você sempre toca na ferida. Uma coragem autêntica.

  • 19.04.2013 17:44 Frederico

    Uma blogueira contratou ate assessoria de imprensa para divulgar que ela chegou aos100 mil seguidores no twitter. Sei.

  • 19.04.2013 08:05 Ana Flávia

    Como eu já ri disso.Não tem mais nada pra inventarem. Como uma pessoa se submete a isso. Aquela legião de ovos ocos do twitter é tudo farsa então. Quanta miséria.

  • 18.04.2013 17:34 Silvia

    Tem uma blogueira goiana tirando onda de colunista social que o numero de likes dela no instagram explodiu da noite pro dia. comprou 16 mil seguidores por uma merreca. triste.

« Anterior 1 2 Próxima »
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351