Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Anselmo Pessoa Neto

Dependendo do ponto de vista

Centro Cultural UFG para todos | 27.05.13 - 21:48
Dependendo do ponto de vista, sou velho, ou sou novo. Se aqueles que me olham estão “mais à frente” de mim, sou novo, ou, pelo contrário, se estão “mais atrás”, sou velho. Portanto, ser novo ou velho, como tudo o mais, depende sempre do referencial. Neste caso, estamos falando do observador externo, de quem me vê e faz um juízo sobre a minha idade, ou sobre a minha aparência. Mas isto para mim, em geral, não importa. O que importa mesmo é como me sinto independentemente de como me veem ou como julgam que eu sou. Eu me sinto velho.
 
E velho é quase sinônimo de escandalizado, mas sou do contra, não me escandalizo. Isto para dizer que não participo das “redes sociais” e não vou participar. Sou velho, e velho que se toca, no meu entender, deveria ficar fora. Tô fora! Mas também sei que tem muito velho nas redes mandando bem pra caramba, o que desdiz tudo o que falei até aqui.
 
Portanto, não participo. Mas sinto os rumores, o bafo da rede de intrigas, da leviandade dos comentários. Isto por um lado, por outro, o apelo à ética, ou, na verdade, à palavra ética. É um completo abuso da ética o tanto que se apela à ética. Se antigamente se sacava a arma no saloon, hoje saca-se a ética. E dá-lhe ética pra tudo que é lado. Atira-se a ética em tudo, por tudo, por nada, de qualquer jeito, atira-se por atirar, para aparecer bem na fita, do lado do mocinho, ou, verdadeira intenção do “ético”, ser o mocinho.
 
Em resumo, nada está bom, dizendo isto muita gente ruim se safa de qualquer compromisso, de qualquer noção de trabalho ou de responsabilidade. Eu sou ético, o problema são os outros e tudo bem, vou pra casa dormir, ou melhor, vou para a rede babar “ética” à (i)nação.
 
Faz quase oito anos que estamos construindo o Centro Cultural UFG. Foi, é, uma peleja danada. Construir é sair da rede, é, dependendo do ponto de vista, ser antiético, ou, dizendo de outra forma, estar sujeito aos “éticos”. Mas por que abri toda essa artilharia aqui? Na verdade, como velho do velho-oeste, só estou atirando primeiro. Por enquanto, enquanto ninguém atira, eu saco primeiro e bang, bang. Que a cidade possa curtir o Centro Cultural UFG!

Anselmo Pessoa Neto é pró-reitor de Extensão e Cultura da UFG.


Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 30.05.2013 11:23 jr

    o centro cultural é uma grande sacada!

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351