Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Bruno Perillo

Chega de preconceito

A valorização da beleza | 28.06.13 - 17:11
Ainda somos um país engatinhando quando o quesito é respeitar diversidades. O preconceito, apesar da nossa fama de solidários, infelizmente é uma das nossas grandes marcas.

A sociedade brasileira tem o péssimo costume de ainda analisar a pessoa pela roupa, pela aparência, pela conta bancária. Tatuagem, então: "vixe, é mala certeza, maconheiro de primeira!”

Homem de brinco, não passa de viado. Se usa alargador de orelha, do tipo tampa de toddy, pode esquecer, é um perdido. É tanta coisa que fica até difícil selecionar para dar exemplos. Se a pessoa anda com uma Bíblia debaixo do braço, é crente alienado, do tipo que só sabe falar de Deus e não aproveita a vida, idiota que sustenta pastor ladrão.

De certo, o bonitão e bem vestido é que é o bom, o insuspeito. O povo pensa que o capeta é feio! Claro que a tendência natural é sempre preservar o belo e castigar o feio. Deixa alguém ver a Gisele Bündchen carregando peso se não corre na hora para ajudar. Até eu corro para socorrer a beldade. Por outro lado, deixa ver se for uma gorda: é capaz de alguém colocar o pé para ela tropeçar.

Enfim, temos que abandonar esses tipos de preconceitos. E, convenhamos, não poderia ser diferente. Num país que falta de quase tudo na saúde, preocupar com a vida alheia é ter tempo demais.

Discordo do fundo do meu conhecimento quando generalizam e dizem que todo gay é doente. Doença, aliás, é o preconceito, este sim é uma doença a ser combatida. Vejamos no mundo os exemplos de gays bem sucedidos: Elton John, Rick Martin.

Negões bem sucedidos: Joaquim Barbosa, o nosso Batman; Barack Obama e 90% dos jogadores de futebol. Crentes bem sucedidos: Edir Macedo; Malafaia; Valdomiro; RR Soares. Fiéis bem sucedidos? Deve ter muitos também.

Portanto, o mais certo é quem tem preconceito lavar a boca com água sanitária, tomar vergonha na cara e procurar o que fazer.

É preciso ter respeito com as outras pessoas, acima de tudo! Na Bíblia está escrito: ” Amarás o teu próximo como a ti mesmo.”

Que raça é essa a nossa que tem tanta oportunidade, tanta tecnologia e, ao mesmo tempo, é tão medieval em certos pontos? Deus me livre, tenho nojo de gente assim... (olha ai, já estou até com preconceito contra quem tem preconceito).

Por fim, que me desculpem pela linguagem que às vezes adoto, mas preconceito mesmo a gente tem que ter é contra a burrice. Isto sim, devia ser algo a ser combatido, dando educação, livros, acesso à cultura e ao conhecimento

Bruno Perillo é advogado.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 18.11.2013 12:07 maria clara ferreira da silva

    Gostei muito desse texto achei tudo enteresante pois eu sou evangelica e estou muito feliz.ha e eu sou contra o preconceito, estou a ajudar.

  • 01.07.2013 08:45 NELCLIER MARTINS MARQUES

    Excelente abordagem. De fato, o preconceito reflete mt mais o defeito subjetivo de quem olha que o "defeito" na coisa ou pessoa olhada. Parabéns pelo artigo.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351