Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Maria Dulce Loyola Teixeira

As árvores e a cidade

Falta sombra nas ruas | 12.02.14 - 13:08
Goiânia cresce e as transformações exigem que o cidadão participe mais da preservação da qualidade ambiental da cidade. O que antes era cerrado se transformou em concreto e asfalto, são pouquíssimas árvores nas ruas.

Basta uma ida ao Setor Campinas para sentir a mudança ambiental, o calor é insuportável, não existem árvores ali. As casas deram lugar ao comércio. As lojas, que precisam de espaço, retiram as árvores e os jardins. Os estacionamentos idem. E pioram a situação, pois estão cobertos por um piso impermeável.

As árvores têm de ser plantadas na calçada pelo cidadão e se ele tirar uma, deve plantar outra na mesma área.  A arborização e os jardins particulares não são simplesmente por causa da decoração, são indispensáveis para melhorar o ambiente. Não se pode minimizar o problema da falta de árvores nas ruas de Goiânia, elas prestam valorosa contribuição ao ambiente.  Além da sombra, elas amenizam o calor, melhoram a qualidade de vida e a saúde do povo.

As autoridades deveriam exigir que, para cada árvore cortada, a fim de atender aos interesses da construção de qualquer coisa, o proprietário do empreendimento inclua em seu projeto a replanta de uma mesma  quantidade de árvores no local, colaborando para a conservação da qualidade ambiental.

Não é porque as folhas caem, sujam e incomodam que devemos ficar sem as árvores. Observe os estacionamentos: em geral, não possuem árvores. Mas, a realidade do comportamento das pessoas é outra, todos gostam de parar o carro debaixo da sombra de uma árvore.

Goiânia tem bosques, muitas áreas de vegetação nativa ainda, mas é imprescindível as árvores nas calçadas, elas são necessárias onde o povo está, especialmente nas áreas de comércio, onde as pessoas ficam debaixo do sol impiedoso do cerrado, como
em Campinas e no setor Central.

Plantar e cuidar das árvores nas calçadas de suas casas, de sua loja, de qualquer edificação é dever do cidadão, também. Denunciar quem as maltrata com podas e quem as derruba, é cuidar da sua saúde.

Até as autoridades erram quando contratam empresas desqualificadas para fazer a poda sem critérios, as podas geram doenças e enfraquecem as árvores, que acabam caindo. Existem podas corretas, que eliminam o que é preciso, sem causar danos à planta. Errado é a eletrificação ter fiação aérea, há mais de cem anos são usadas fiações subterrâneas nas cidades, deixando as árvores se desenvolverem em paz.

Os jardins residenciais, as plantas nas varandas e nas coberturas dos edifícios em conjunto com a arborização correta ajudam a melhorar o ambiente da cidade. Hoje, já sentimos as transformações com o calor excessivo, a falta de umidade do ar, a ausência de pássaros, enfim, alteramos a biodiversidade nativa.

A responsabilidade e consciência coletiva, respeitando a arborização da cidade, só contribuirá para melhorar a qualidade ambiental. Simples assim: plante uma árvore na sua calçada e cuide dela.

Maria Dulce Loyola Teixeira é administradora

Visite o  blog de Maria Dulce com historias goianas: http://familiapioneira.blogspot.com

"Deus dê-me serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar, coragem para modificar aquelas que posso, e sabedoria para saber a diferença."  
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351