Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Giuseppe Vecci

Projetos para desenvolver pessoas

| 13.05.14 - 11:56 Projetos para desenvolver pessoas (Foto: Paulo Machado)
 
Ensinar a pescar e não apenas dar o peixe. Dar liberdade e oportunidade para que as pessoas não fiquem reféns e dependentes de programas sociais. Ao mesmo tempo, investir em iniciativas que impulsionam o desenvolvimento do Estado. Esses são os grandes diferenciais das políticas de desenvolvimento humano que geram resultados reais na vida das pessoas. O governo do Tempo Novo, do qual tenho orgulho de participar desde o seu início, já nasceu sensível a essas questões.
 
Ainda em 1998, todo o Plano de Governo foi criado dentro do princípio de gerar desenvolvimento com dignidade. Nosso governo implementou um conjunto de programas e ações que valorizam a cidadania dos goianos e que não para de evoluir. Foi assim que criamos a Universidade Estadual de Goiás, a Renda Cidadã, a Bolsa Universitária, a Bolsa Futuro, o Banco do Povo, o Vapt Vupt, o Passe Livre Estudantil, o Cheque Moradia, o Cheque Reforma, entre outros.
 
A marca da gestão do PSDB e de nossos aliados é a dignidade às pessoas. Desafio qualquer um a apontar se existiu um governo em Goiás que fez tanta inclusão social quanto o nosso. Já vai longe, por exemplo, o tempo em que as mães tinham que enfrentar longas filas para receber uma cesta básica, hoje tem dignidade com o Cartão Renda Cidadã. Ao mesmo tempo, mais de 14 mil famílias da Renda Cidadã deram um passo à frente e deixaram o programa, porque não precisam mais desse complemento de renda.
 
Tenho segurança em afirmar que somos imbatíveis nas iniciativas que valorizam os cidadãos. A UEG foi criada e se espalhou pelo Estado. A Bolsa Universitária permitiu que 151 mil alunos concluíssem ou cursassem um curso superior em universidades privadas. Apoiamos a instalação de novas unidades da Universidade Federal de Goiás (UFG) e estabelecemos parcerias com a instituição. As escolas técnicas se multiplicaram, em parceria com o governo federal.
 
Por todo o Estado, há aplausos da população pelos programas, Cheque Moradia, Cheque Reconstrução, Vapt Vupt e Passe Livre Estudantil. O programa Passe Livre Estudantil, também é outro exemplo vivo desta hegemonia. Enquanto outras esferas de governo e outros Estados ainda estão discutindo, já implantamos o programa do Passe Livre Estudantil para dezenas de milhares de alunos.
 
Enfrentamos com sensibilidade e  coragem um problema nacional que é falta de qualificação, o que ameaça nossos trabalhadores. O programa Bolsa Futuro veio para oferecer melhor qualificação, condição essencial para que nossos profissionais conquistem as melhores vagas de emprego. Já são 340 mil alunos beneficiados, qualificados ou em qualificação.
 
Esse olhar para o desenvolvimento das pessoas conquistou avanços significativos na área econômica, com a geração de empregos e renda, por meio da atração de novas empresas a Goiás. Fomos ousados na relação com investidores de todo o mundo, mostrando o grande potencial do Estado.
 
Os resultados não param de ser colhidos: R$ 6,9 bilhões em investimentos diretos do governo de Goiás até o final desta administração. É o maior volume da história do Estado em um único mandato; mais de um milhão de empregos criados entre 1999 e 2013, segundo dados oficiais, entre eles o Caged, que registrou a abertura de 775 mil vagas entre 2001 e 2012.
 
Esse modelo de desenvolvimento, com planejamento focado nas pessoas, pode e deve ser replicado em outras instâncias. No momento em que o Congresso Nacional passa por uma crise de imagem junto aos cidadãos é urgente e necessário que deputados e senadores se preocupem com isto. Atender o anseio popular e fazer as reformas política, trabalhista, tributária e previdenciária e criar leis que ajudem o poder público a investir de fato no desenvolvimento de pessoas.

*Giuseppe Vecci é ex-secretário de Gestão e Planejamento de Goiás.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 14.05.2014 16:46 px silveira jr

    O que o Vecci fala aqui ninguém pode negar ou fingir que não vê. NO entanto, assim como na vida, o passado nós conseguimos ver com clareza, enquanto que o presente e o futuro, não. (Quanto ao presente, estamos tão envolvidos nele que só o percebemos de fato quando dele nos afastamos. Isto é, quando ele vira passado. Quanto ao futuro, por sua natureza incerta, dele nos asseguramos apenas quando vira presente). Acho que o político congressista brasileiro do século 21 (que ainda está por surgir) tem que, sobretudo, nos ensinar reconhecer quando um político é bom ou ruim. Marconi é bom, o passado e o presente mostram. Vecci foi bom junto com o Marconi. Como será sem ele e, mais difícil ainda, vestindo justamente a casaca do político congressista?

  • 14.05.2014 16:45 px silveira

    O que o Vecci fala aqui ninguém pode negar ou fingir que não vê. NO entanto, assim como na vida, o passado nós conseguimos ver com clareza, enquanto que o presente e o futuro, não. (Quanto ao presente, estamos tão envolvidos nele que só o percebemos de fato quando dele nos afastamos. Isto é, quando ele vira passado. Quanto ao futuro, por sua natureza incerta, dele nos asseguramos apenas quando vira presente). Acho que o político congressista brasileiro do século 21 (que ainda está por surgir) tem que, sobretudo, nos ensinar reconhecer quando um político é bom ou ruim. Marconi é bom, o passado e o presente mostram. Vecci foi bom junto com o Marconi. Como será sem ele e, mais difícil ainda, vestindo justamente a casaca do político congressista?

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351