Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Luciana Albernaz

Startups

Ideias arrojadas, lucrativas e desafiadoras | 25.02.15 - 18:19
Goiânia - Modelo de negócio recente, que mexe, principalmente, com a cabeça dos jovens universitários, as startups são a bola da vez dos negócios na área de tecnologia. Se antes um empreendimento necessitava de anos para se consolidar, ganhar mercado e gerar lucros, as startups se transformam em algo revolucionário da noite para o dia, no sentido literal da palavra.
 
Yuri Gitahy, investidor-anjo e um dos maiores especialistas em empresas de tecnologia do Brasil, afirma que startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza. Talvez por isso, por vencerem em condições tão adversas, as startups não param de quebrar paradigmas culturais e financeiros.
 
O que hoje é uma boa ideia no papel, amanhã vale milhões. Não precisa de tempo de maturação, nem ao menos, na maior parte das vezes, de grandes investimentos iniciais. Basta um computador (ou às vezes nem isso), tempo e habilidade para desenvolver a ideia. Dessa forma, nasceu grandes corporações ao redor do planeta, como o Facebook, Buscapé, LinkedIn e PayPal.
 
São jovens criativos, com ideias arrojadas e desafiadoras, assumindo riscos em busca do sonho da riqueza e reconhecimento, com coragem suficiente para não desistir nas primeiras dificuldades. No entanto, como todo negócio, boas ideias não bastam. É preciso conhecimento para levar adiante projetos que podem não apenas transformar a vida do empreendedor, mas bem como de uma comunidade inteira.
 
O Sebrae Goiás acompanha de perto essas novas tendências de negócios. Por meio dos projetos de Tecnologia da Informação e Startups, a instituição dissemina a cultura empreendedora entre os jovens, levando conhecimento de modo que eles possam melhorar o nível de maturidade de suas empresas. Afinal, esse é um mercado muito voraz: além de competitivo, é cheio de riscos.
 
As empresas mais longevas, é bem verdade, são aquelas que unem, além da capacidade empreendedora do empresário e suas habilidades, o conhecimento sobre planejamento e finanças. Sem esses requisitos, dificilmente aparecerá um novo Facebook, Google ou Buscapé. Por mais que a ideia seja boa, não vai perdurar se não tiver uma sólida capacitação em gestão.
 
Cada empreendedor tem a sua dinâmica de gestão empresarial, mas o Sebrae sempre mostra caminhos e cenários para que eles possam se tornar cada dia mais competitivos, independente do ramo de atuação ou tipo de negócio. O Sebrae é o parceiro de primeira hora do empresário de pequenos negócios de Goiás, sempre de portas abertas.
 
*Luciana Albernaz é Diretora de Administração e Finanças do Sebrae Goiás.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351