Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Cristovão Pinheiro

Sou candidato

Campanha eleitoral é uma atividade desgastante | 21.09.15 - 19:00

Goiânia - Fazer campanha eleitoral é uma atividade extremante desgastante, com muito trabalho e pouco tempo para executar as tarefas. A carga de estresse é grande e sempre alimentada pelo desejo de vencer a eleição. Por isso é importante planejar antes de se iniciar a disputa eleitoral, pois é no momento do lançamento da candidatura que o nível de organização e planejamento da campanha será posto à prova.
 
Toda campanha eleitoral precisa de, no mínimo, um coordenador geral, que resolverá os problemas que aparecerão em diversos momentos da campanha; um tesoureiro, que será responsável por todas as questões financeiras da campanha; um advogado, que será responsável pelas questões jurídicas e de um “marqueteiro”, que planejará e coordenará a comunicação e a propaganda do candidato. Essa é uma equipe mínima para se começar a trabalhar, podendo ser formada por contratados, por voluntários ou por ambos.
 
Após a formação da equipe mínima de campanha, é hora de começar o planejamento, que antecede o lançamento da candidatura. É importante lembrar ao candidato e a sua equipe de que devem estar preparados para novas circunstâncias durante o processo e que poderão ser necessários, a qualquer momento, ajustes em pontos previamente definidos.
 
Antes do lançamento da candidatura as estratégias de marketing variam muito. Ao contrário de outros setores da campanha, as estratégias devem estar ligadas diretamente às crenças pessoais do candidato, pois a segurança do candidato será fator determinante.  Por este motivo é importante que antes do lançamento da candidatura, o candidato e sua equipe tenham discussões muito francas sobre os assuntos que definirão as estratégias de companha. Sem esquecer-se de analisar as informações vindas dos eleitores, por meio de pesquisas, servindo assim como bússola, que irá orientar a equipe na hora da construção das propostas do candidato e, portanto, das mensagens que serão passadas ao eleitor.
 
Em tempos de política moderna e de pouco dinheiro para se gastar em campanhas eleitorais, o uso da tecnologia é fundamental; mais ainda para aqueles com menor orçamento de campanha. Estas ferramentas, usadas de forma correta, ajudarão a baratear a campanha, facilitarão a comunicação com a população, servirão de canal para disseminação de propostas e ajudarão no levantamento de informações junto ao eleitor, diminuindo os custos com as pesquisas eleitorais.
Por fim, é importante lembrar que uma equipe, mesmo que pequena, mas com desejo sincero de trabalhar pela campanha do candidato, pode fazer coisas incríveis e obter resultados extremamente significativos no planejamento, na realização e no resultado de uma campanha eleitoral.
 
*Cristovão Pinheiro é Jornalista, Publicitário e Consultor Político. Coordenou e participou de diversas campanhas eleitorais, presta consultoria em Marketing Político e é membro da IAPC – International Association of Political Consultants, associação que congrega os melhores profissionais de Marketing Político do mundo.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351