Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Elaine Ribeiro

Seu ano só começa depois do carnaval?

"Deixar para depois" vira rotina | 10.02.16 - 14:27
Iniciamos 2016 com um calendário repleto de eventos em nosso país: Olimpíadas, Paraolimpíadas, Eleições, fora os feriados municipais e nacionais. Com estes eventos, uma frase e um hábito conhecido entre nós se faz mais intenso: “o ano só começa depois do carnaval”. Parecendo aquelas “lendas urbanas”, esta postura, atitude e comportamento intrigante alteram o comportamento de muitos de nós.
 
Se avaliarmos friamente, parece pouco saudável, pois adotamos o hábito de deixar de fazer, adiar, “deixar para depois”, “vamos começar logo mais” e isto vira uma rotina.
 
O que é um minuto para alguém que perde o ônibus? Já parou para pensar nisto? Se ampliássemos esta reflexão, poderíamos pensar nos motivos para esperar as coisas acontecerem.
 
Um bom começo para quebrar com este hábito é fazer um planejamento para seu ano. Como exemplo, este planejamento pode envolver suas metas pessoais, profissionais, escolares, de saúde, financeira e plano de férias. É um ótimo exercício para perceber o tempo que tem em mãos e quanto precisa destinar deste tempo e das suas forças para realizar o que deseja. Sem planejamento, não chegaremos tão longe assim.
 
Ainda mais se pensarmos que estamos em meio a uma crise econômica, temos mais um motivo para  nos mobilizarmos e agir.
 
Vamos desacelerando desde dezembro, seja por férias coletivas, pela queda na produção, ou devido às férias escolares, mas o sentimento que fica ao final disso tudo é que apenas começamos a fazer algo, muitos meses depois.
 
Desta forma, somos levados diretamente a algo chamado procrastinação: ou seja, a capacidade de adiar coisas sem sentido e o tempo todo, sempre pensando no “deixa para depois” ou “logo mais eu faço”.
 
Você ainda pode estar pensando: “mas, só eu vou fazer alguma coisa”? Bem, a mudança de hábito começa exatamente com você. Se começar a pensar e a agir diferente, já temos um bom começo.
 
Imagine que você é um empreendedor. Todos os seus concorrentes estão fechados e você está aberto em janeiro e com capacidade de produzir. Se um cliente o busca, logo, você está ali e tem uma bela oportunidade de sair à frente com seu produto. Se estivesse com o pensamento, tudo acontece depois do carnaval, perderia um ótimo negócio.
 
Os primeiros meses do ano são bons motivadores para os planos daquilo que vem a acontecer no restante do ano. O clima das festas, das metas e dos desejos para um ano novo é ótimo trampolim para o início de uma mudança de hábito.
 
Pense nisto e dê o primeiro passo. Toda mudança requer um começo e é necessário iniciar de algum ponto e dar o primeiro passo para adotar um novo hábito. Comprometimento e atitude vão bem em qualquer mês do ano!
 


*Elaine Ribeiro é psicóloga clínica e organizacional da Fundação João Paulo II / Canção Nova.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351