Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Welliton Fassa

Feiras livres e as dificuldades do dia-a-dia

| 24.09.16 - 09:35
 
As feiras livres são os locais adequados para encontrar produtos frescos direto dos produtores rurais, ótima alternativa para refeições naturais, saudáveis e deliciosas. Nas feiras têm aqueles que observam, pechincham e procuram algo específico, mas sabemos que há aqueles que criam laços de afetividade, próximos da amizade, que rompe a relação comerciante-freguês. O que falta mesmo é estrutura para atender esse mesmo cliente com qualidade.
 
O feirante é um trabalhador itinerante, possui um trabalho árduo e pesado, com uma rotina que se inicia bem cedo, ainda no início da madrugada, com as compras dos produtos a serem comercializados naquele dia. Como o horário de funcionamento das feiras começa por volta das 07h, antes disso, os feirantes administram todo o trabalho de montagem das barracas e exposição de seus produtos. Mas cadê os espaços adequados para exposição dos produtos?
 
Subordinados às prefeituras, os feirantes precisam de uma licença para se manterem legalmente na atividade. O fator econômico motiva a insistência desse tipo de comércio, principalmente em Goiânia, onde o mercado de feiras é extenso e ativo todos os dias da semana.  
 
Como feirante há 30 anos, vejo que estamos em situação de abandono e carecemos de projetos que melhorem nosso trabalho. Não quero ver "minhas raízes" se perderem, o trabalho que me garantiu tantas coisas boas na vida se desfazer aos poucos. 
 
Precisamos de banheiros públicos para os feirantes e para os clientes. Precisamos de cobertura para as feiras livres, entre tantas outras melhorias. Além disso, falta aos feirantes uma assessoria que garanta esclarecimentos sobre o pagamento das taxas e direitos, como o da aposentadoria. Os feirantes de Goiânia precisa de mais atenção, de alguém que olhe por esses trabalhadores.



*Welliton Fassa é geógrafo e advogado
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351