Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Lucilene Caetano

Um continente diferenciado

Em Madri, não tem jeitinho brasileiro | 24.01.12 - 17:23
 
Recentemente tive a oportunidade de conhecer a Europa, ou melhor, parte dela. Conheci Milão, Ibiza e Madri. Como não tinha muito conhecimento sobre a cultura europeia, fiquei encantada pelo continente. As novidades tecnológicas, da moda, culturais, a educação das pessoas e a segurança dos países me fizeram voltar ao Brasil cheia de vontade de ir novamente, o quanto antes.
 
Em Milão, entendi o que realmente é moda. Pelo menos já não me considero tão leiga no assunto como antes. As novidades chegam lá antes de chegar em qualquer outro país. Diversas grifes, marcas e estilistas famosos estão em Milão. E na Itália, eles se vestem de forma a mostrar a moda ao mundo. Nos cafés mais interessantes, as pessoas curtem o tempo frio sob um leve sol nos fins de tarde como se estivessem indo prestigiar algum lançamento de grife. Os italianos, em geral, são muito elegantes. E ali passamos a entender o motivo de tanta inspiração.
 
Em Ibiza há gente do mundo inteiro. Em território espanhol, os turistas andam de forma mais cool, mais despojados. Todos vão curtir as maravilhosas e paradisíacas praias. Uma forma mais liberal de ver e encarar a vida. Dos mais velhos aos mais jovens, todos querem viver e curtir muito em festas e nas praias.  
 
Em Madri, uma das grandes capitais do mundo, presenciamos um cotidiano cheio de tradições. As pessoas se respeitam, se cumprimentam, respeitam horários, têm um cardápio diferenciado e o principal, que percebi em toda Europa: o sim significa sim e o não realmente significa não. Não tem jeitinho brasileiro. Lá, se você ouvir um não, o melhor a fazer é respeitar e não tentar negociar ou dar o famoso “jeitinho’’. 
 
Em um momento de deslumbre em uma das vitrines da Fuencarral, em Madri, no dia de voltar ao Brasil, fui furtada. Por um descuido, minha bolsa foi levada com tudo sem que eu percebesse. Precisei passar o fim de semana naquele país para poder pegar uma autorização para voltar ao Brasil. Me surpreendi com a preocupação das pessoas em me ajudar e resolver tudo. Meu espanhol, que não é tão perfeito, naquela situação, funcionou. Tive a polícia ao meu lado cuidando de bloquear meus cartões, celulares e tudo mais. Um atendimento brilhante e exemplar de segurança pública. Na semana seguinte consegui voltar surpreendida com a agilidade e excelência no serviço público europeu.
 
Mesmo assim, das viagens internacionais que fiz, como República Dominicana (Caribe), Buenos Aires e essa pela Europa, digo que ainda tenho muito o que viajar, mas quero voltar à Europa e conhecer mais a sua cultura e suas tradições. As belezas naturais, a cultura e a tradição desse povo europeu é algo apaixonante e delicioso de viver!

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 07.02.2012 01:48 Hélia Fernanda

    Bom, eu como uma leitora assídua de vários seguimentos, gostei do que li, e adoro ler informações turísticas bem como estas que Lucilene forneceu! Referente à erros ortográficos, todos os cometem, compete ao editor do site, remove-los e conserta-los; E o que eu entendi neste texto, é que ela quis trazer pra gente um pouco do quão é diferente a cultura do Brasil com estes demais países e não sobre a história (no sentido literal) de ambos. Sobre a história e a localização geográfica deles, eu estudei da 5° ao 3° ano, para aprender sobre isso e vários outros países. No mais, adorei tudo que a Lucilene escreveu, e fiquei super curiosa para conhecer essa cultura, porque sim, turismo é cultura e estes países tão bem descritos pela redatora deste artigo. Parabéns Lucilene.

  • 24.01.2012 07:31 María

    Esse "artigo" é de uma jornalista ou de uma turista brasileira? Não importa muito... O que realmente quero destacar é que falta muita cultura europeia para poder deslumbrar com tamanho artigo. Se é de uma Jornalista, cuidadinho: ha muitos erros ortográficos entre outros. Contudo, convém destacar que a burocracia brasileira segue sendo igual no exterior que em qualquer lugar do Brasil. Aqui na Espanha as coisas não funcionam tão bem como a nossa amiga "jornalista" ou "turista" acima menciona. Em toda a Europa têm muitos lugares belos para conhecer, desfrutar de bons vinhos, excelente culinária, moda, cultura etc. Nossa amiga visitou Espanha, Itália... Porém não nos disse nem onde está situada... Será que ela sabe ou somente desfrutou dos “prazeres carnais”? Tanto Espanha como a Itália, estão localizadas na Europa meridional. Espanha, na península Ibérica e Itália na Península Itálica. Na Espanha a democracia está organizada sob a forma de um governo parlamentar, sob uma monarquia constitucional. Barcelona, Sevilla, Santiago de Compostela entre outras cidades da Espanha são uma pequena mostra das belezas dessa terra hispana. Para falar de Itália, primeiro deveríamos falar do terreno conhecido hoje como o berço de várias culturas e povos europeus, como os Etruscos e os Romanos. Ademais, possui estados independentes como o de San Marino e do Vaticano. Creio que antes de falar das futilidades, poderíamos dar cultura aos leitores e logo deleitar-nos com todo o demais.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351