Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Pablo Chalén

Quando as catástrofes colocam em risco a integridade dos viajantes

| 27.03.17 - 15:14
As imagens devastadoras dos incêndios na região centro-sul do Chile nos últimos tempos são dramáticas. Lamentavelmente, eventos como estes muitas vezes não podem ser previstos. No entanto, nós, atuantes da indústria de viagens, devemos – e podemos – estar preparados para reduzir qualquer influência que eles possam ter sobre os viajantes.
 
A indústria do turismo não escapa dos danos causados pelas catástrofes naturais (ou qualquer situação de emergência). No caso do Chile, o Instituto Nacional de Estatísticas do Chile (INE) aponta que os pernoites de turistas estrangeiros na região de Bío-Bío, que foi afetada fortemente pelos incêndios florestais, foram de 7,1% do total regional, número que caiu 15,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.
 
Para reverter consequências negativas como esta, devemos oferecer aos viajantes a segurança necessária para viajar com confiança e, neste sentido, o “dever de assistência” é um conceito que devemos incorporar com força em nosso vocabulário.
 
O monitoramento de incidentes globais é um componente importante para garantir a segurança e o bem-estar de nossos viajantes. Saber o que aconteceu é só o começo ao gerenciar uma crise. Também é necessário identificar quem foi afetado, como e quais são os próximos passos lógicos antes de providenciar a ajuda adequada. Tudo isso deve ocorrer no menor tempo possível.
 
Partindo deste ponto de vista, a solução Amadeus Mobile Messenger oferece assistência às agências ou empresas de gestão de viagens para gerenciar da melhor forma eventos inesperados, tais como incidentes climáticos, greves políticas ou desastres naturais, permitindo a comunicação de duas vias com os passageiros a qualquer momento, para ter o controle total da situação e fazendo a gestão de incidentes de forma rápida e eficiente, levando tranquilidade aos viajantes.
Voltando ao caso do Chile, um país lindo, mas sempre atingido pela mãe natureza, vamos imaginar um turista em visita a Santiago enquanto a cidade é afetada por um terremoto. A Risk Intelligence, com dados fornecidos por Riskline™, envia informações relevantes sobre os riscos de acordo com a localização do viajante. Essas informações também podem ser configuradas para serem enviadas automaticamente ao viajante ou nos momentos em que seja necessário.
 
Ainda assim, se o terremoto tiver implicações em seu voo, a Flight Monitor oferece informação em tempo real sobre o seu status e acompanhamento para permitir uma ação rápida no caso de cancelamento ou atraso.
 
Todas essas ferramentas buscam facilitar a experiência de viagem e cuidar da integridade dos viajantes. Seu bem-estar e satisfação são, no fim, nosso melhor reconhecimento e aquilo que nos motiva a seguir construindo juntos o futuro das viagens.
 


*Pablo Chalén é gerente-geral da Amadeus na América Latina

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351