Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Giuseppe Vecci

Por uma nação solidária e participativa

| 21.08.17 - 14:36
Goiânia - Que passamos por um momento de crise econômica e política, não há dúvidas – os acontecimentos nos mostram diariamente. Para superá-lo, no entanto, é preciso deixar para trás o pessimismo, que nos prende ao passado, e reunir forças para a promoção de um ambiente de reconstrução e de reestruturação das nossas bases econômicas e sociais. Como faremos isso? Sugiro, com urgência, a projeção de uma nação solidária e participativa.
 
Esse projeto só pode ser feito através da ação. Ação para garantirmos um verdadeiro pacto federativo, fundado em uma relação mais interativa entre União, Estados e Municípios: fortalecendo alianças; distribuindo competências e recursos, e assumindo de forma responsável os deveres e direitos de cada ente federativo. Buscando sempre aumentar a  autonomia de Estados e Municípios para uma gestão mais eficiente de bens e recursos.
 
Ação essa que deve ser voltada para a parceria com segmentos da sociedade, integrando não só os agentes políticos, mas todos os brasileiros. O envolvimento de setores sociais com a “coisa pública” permite resultados efetivos e duradouros, muitas vezes de difícil alcance para a estrutura estatal. Por isso é preciso estabelecer políticas de parcerias com segmentos organizados para: compartilhar diagnósticos e informações; resolver problemas e dificuldades locais e regionais; e também promover ajuda para se alcançar interesses comuns da comunidade.
 
A cultura do voluntarismo deve também ser estimulada para que nossa desigualdade social possa ser mitigada. É fundamental sensibilizarmos e conscientizarmos as pessoas da importância da ajuda aos mais necessitados. A máxima do “fazer o bem sem olhar a quem” transcende os aspectos filosóficos e religiosos e pode ser materializada na busca do bem-estar comum, com a valorização da solidariedade. Esta é capaz de atingir resultados inimagináveis, ao promover desenvolvimento verdadeiro das pessoas e dos ambientes onde for colocada em prática.
 
Vejo a necessidade, ainda, de se agir em busca da sustentabilidade. Esse conceito deve estar presente em todas as políticas públicas, como uma agenda geral para o país, norteada pelas boas práticas ambientais. Assim, as ações devem ser voltadas para a concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela Organização das Nações Unidas. Bem como se devem estimular medidas que insiram e valorizem os mecanismos de mitigação dos efeitos das mudanças climáticas, para que as metas do Acordo de Paris sejam cumpridas.  Com isso, podemos colocar o Brasil nos trilhos do desenvolvimento sustentável.  
 
Com todas essas ações conjugadas, teremos o poder de criar oportunidades de crescimento e promoção social para brasileiros de toda parte. O objetivo de construir uma nação solidária e participativa, orientada por valores como a sustentabilidade, o trabalho e a colaboração entre os mais diversos atores sociais é possível de ser alcançado. Esse deve ser o grande propulsor das mudanças urgentes que precisam ser feitas no nosso país, movendo as diferentes gerações na busca por um Brasil mais justo e produtivo.
 
Cresce a nação que oferece oportunidades de crescimento a cada um de seus cidadãos, de forma solidária e participativa. Crescerão aqueles que tomarem para si o papel de agentes de transformação e reconstrução de um Brasil dos brasileiros, para os brasileiros.





*Giuseppe Vecci é deputado federal 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351