Rolou no Twitter  04.04.2012 12h10
Geração Maria vai com as outras

Uma geração que só acompanha a multidão


Já não é de agora que as redes sociais vêm pautando a vida das pessoas. Ultimamente, no entanto, elas pautam também os noticiários. Postou alguma coisa idiota na internet, caiu na graça do público, separe sua melhor roupa, você será manchete em algum programa de TV amanhã.

Semana passada o vídeo "Para nossa alegria", de dois irmãos e sua mãe cantando a música "Galhos secos", virou febre na internet. A versão "engraçada" da música já ultrapassou 30 milhões de visualizações e ganhou várias versões de famosos, como Jair Rodrigues, Luciana Mello, Jair Oliveira, Marcelo Adnet, Fernanda Takai, Thiaguinho e outros. Legal.

Até aí tudo bem, mas ontem uma gravadora, a Salluz Productions, fechou com os irmãos e a previsão de lançamento é para final de maio, início de junho. Tá que eu nem conheço a gravadora, mas mesmo assim, acredito que esteja na hora de memes serem vistos como memes.

Ainda este ano, por conta do meme "Menos Luiza que está no Canadá", a jovem Luiza foi para um jornal dar entrevista sobre um meme no qual ela caiu totalmente de para-quedas. A jovem chegou até mesmo a dar palestras em eventos por conta do meme, que sequer foi ela quem fez.

Domingo, na premiação do Domingão do Faustão, na categoria Melhor Banda ou Dupla só tinha cantores sertanejos. E não, não tenho nada contra, inclusive até gosto de algumas das músicas dos que concorriam, mas é só desse estilo musical mesmo que o Brasil é feito ou é porque esse estilo que mais faz sucesso nas redes sociais/ boca do povo?

Vivemos em uma época na qual ninguém gosta mais de alguma coisa naturalmente, mas sim porque todo mundo gosta ou porque é modinha. Os meios de comunicação já fazem sua pauta, muitas vezes pela primeira besteira que for tema nas redes sociais, porque, creio eu, acreditam que seja isso que a população queira ver. Assim entramos em um círculo vicioso onde nada de novo e com relevância realmente ganha notoriedade se não ganhar o topo da onda nas redes sociais primeiro.

Enquanto milhões de cantores, de todas as categorias, se matam todos os dias em bares cantando para ganhar algum trocado para sobreviver, quem não tem sequer afinação fecha com gravadora porque postou um vídeo "engraçado" na internet. Enquanto nosso Brasil tem um cardápio enorme de músicos de todos os estilos, um programa de TV preenche 3 vagas de premiação com somente um gênero musical.

E enquanto jornais poderiam noticiar algo realmente interessante culturalmente para a população, se ocupam divulgando o meme da "hora" em seus horários nobres e/ou sites de veiculação.

As redes sociais começaram a pautar nossa vida e noticiários, e não o contrário. Até que ponto isso é bom, eu não sei, mas que o sintoma gritante de acompanhar a multidão só por acompanhar é alarmante, é.

@cacau_mila

Comente


Comentários

  • 11.04.2012 07:29 Por Maria Dulce Loyola Teixeira

    Quando jovens reagem assim, como você, eu me alegro. Uma das notícias que li a semana passada foi que a personalidade mais importante do Brasil era a Ivete Sangalo, ela realmente é uma mulher bonita, canta bem, mas nem de longe representa o Brasil, existem pessoas importantíssimas esquecidas. A ditadura de 1964 tirou das escolas os professores cultos (taxados de comunistas) achatando os salários e não se importando com a classe. Daí as escolas deixaram de ensinar matérias que tornavam os jovens conscientes demais dos acontecimentos políticos e sociais. É com a ajuda da escola que os estudantes tomam conhecimento da boa literatura, da boa música e de seus deveres com o próximo e com a Pátria.

  • 05.04.2012 11:35 Por Karine

    Concordo com você. tudo bem uma coisa fazer sucesso na internet, outra coisa é aclamarem na vida real mesmo não sendo bom, no caso dos memes.

  • 05.04.2012 07:53 Por JuaAREZ

    Não creio em sua palavras, acredito que você esteja muito equivocada e de muito longe sinto uma pequena inveja nelas, porem não e o que o brasileiro quer ouvir mas sim o que realmente e bom na musica sertaneja, a simplicidades dos que cantam as mesmas, um exemplo claro que a sociedade brasileira quer e uma verdade em uma simplicidade nada mais como o caso só Ex BBB Fael...Simples e objetivo não como uns e outros que querem ser algo que jamais serão. Minha opinião. Abraços.

  • 04.04.2012 02:57 Por Cássio D'Lima

    Verdade Camila, vc tem toda razão. Esta é a industria dos enlatados, fábricas de salcicha e produtos descartáveis que agridem o meio ambiente sonoro e tem a intenção subjetiva de dizer aos pássaros que não vale a pena cantar, que não vale mais a pena sonhar! Eu digo! Se você tem um sonho; Acorde! Lute pelo seus sonhos, essa ilusão de ótica não deve ser desculpa pra quem tem um sonho, sejamos criativos, sejamos a diferença que queremos ver no mundo! Chega de esperar acontecer, o futuro começa aqui e agora! Abs Cássio D'Lima



Publicidade

Publicidade