Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Luciola  Correa
Luciola Correa

Jornalista, graduada pela UFG, atua como assessora de imprensa há quase uma década nos segmentos de Arquitetura, Decoração e Educação luciola@lunecomunicacao.com.br / luciolacorrea@aredacao.com.br

Design & Décor

O copo que conquistou o mundo

Design é legitimamente brasileiro | 08.02.14 - 12:17

Goiânia - Respiramos design o tempo todo. Você já parou para pensar na utilidade de um copo? Já reparou na infinidade de modelos, cores e formatos em que esse utilitário se apresenta? Agora mais uma pergunta: quando se pede um café com leite em uma padaria ou algo para beber em qualquer lanchonete nos grandes centros urbanos do Brasil em qual copo você, possivelmente, beberá sua bebida? 
 

Se você pensou no copo americano, acertou. Inspirado nos copos de vidro fabricados nos Estados Unidos na década de 1940, o empresário Nadir Dias Figueiredo viu a possibilidade de criar um copo de vidro feito à mão em sua fábrica, localizada em São Paulo. Depois de alguns estudos sobre hábitos e costumes do brasileiro, claro que estes estudos não se comparam aos feitos atualmente, chegou-se à medida ideal de 190ml. Assim nascia em 1947 o copo americano: um produto com design legitimamente brasileiro, que também refletia uma particularidade daquela época: o consumo moderado de alimentos. 


 


Com seu design único, que alia simplicidade e utilidade, o copo agradou em cheio à população brasileira. Logo, tornou-se o copo ideal para uso doméstico e comercial. Tomar um “pingado”, uma cerveja ou até mesmo medir ingredientes para um bolo, por exemplo, refletem o quanto o copo americano faz parte de nossas vidas. 



 
Em 2010, a peça marcou seu lugar no mundo do design ao integrar uma exposição realizada no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMa). O evento reunia peças de design de vários países, e o copo americano, criado no Brasil, foi o escolhido para refletir a nossa cultura. À época, a peça pode ser adquirida na loja do museu por três dólares a unidade. Depois disso, ele ganhou novos adeptos e hoje, o copo americano também é utilizado por chefs de cozinha, como referência, para medidas de suas receitas no Estados Unidos e Europa.  




Após o sucesso, a indústria passou a comercializá-lo em diversos tamanhos para atender às mais diversas necessidades: destilados, batidas, sucos e refrigerantes.






 





Versão tradicional do copo americano, com capacidade para 190ml, criado por Nadir Figueiredo em 1947;







(Fotos: reprodução/Nadir Figueiredo)

 
Garanto que depois de ler esse texto, seu próximo cafezinho ou copo de cerveja nunca mais será o mesmo.
 
  
Em uma versão mais moderna, copos americanos em acrílico (Foto: Pinterest)

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 10.02.2014 11:49 Jaísa Gleice

    Lucíola, que bom te ler! Texto informativo, leve... Parabéns a você e à Redação, que cada vez mais se mostra um veículo versátil. E essa versão colorida do copo americano, hein? Que charme, eu não conhecia.

Sobre o Colunista

Luciola  Correa
Luciola Correa

Jornalista, graduada pela UFG, atua como assessora de imprensa há quase uma década nos segmentos de Arquitetura, Decoração e Educação luciola@lunecomunicacao.com.br / luciolacorrea@aredacao.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351
Ver todas