Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

O Blog

Sobre a Taça de Bolinhas

Por justiça, o troféu pertence ao Flamengo | 09.04.14 - 19:44


Goiânia - Uma decisão judicial deu o título do Campeonato Brasileiro de 1987 unicamente ao Sport de Recife (PE), tirando o direito do Flamengo de também ser considerado vencedor do torneio, para regozijo da torcida do São Paulo.

Se você não é ligado em futebol, a treta é longa, mas explico. Depois de uma confusão (outra) no futebol brasileiro em 1986, o Clube dos 13 resolveu ele mesmo organizar o campeonato do ano seguinte.

Juntaram os quatro maiores de Rio de Janeiro e de São Paulo, os dois maiores de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul e o Bahia, e batizaram o campeonato de Copa União.

Convidaram mais três clubes (Santa Cruz – PE, Coritiba e o Goiás) e mandaram bala. Era uma clara afronta ao poder da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que havia abdicado da organização do principal torneio do País daquele ano.

A entidade, em uma tentativa desesperada de reverter a situação, aceitou tal acinte, mas o denominou como Módulo Verde do Campeonato Brasileiro. Para que os campeões fossem reconhecidos, teriam que disputar um quadrangular com os vencedores do Módulo Amarelo, organizado pela CBF.

Por unanimidade, os clubes da Copa União não aceitaram tal quadrangular e fizeram a final entre eles mesmos – a propósito, Flamengo e Internacional, com o time do Rio levantando a taça.

Os dois melhores do Módulo Amarelo, Sport e Guarani (SP), realizaram uma final na qual o time pernambucano foi vencedor. O jornalista Juca Kfouri é bastante didático ao contar essa história nesse vídeo:

É compreensível a revolta do time pernambucano pela falta de reconhecimento daquele que seria seu título de maior expressão. Por outro lado, é falta de vergonha na cara os tricolores paulistas reivindicarem a Taça de Bolinhas para si - que seria dada de forma definitiva ao primeiro time pentacampeão nacional, o que o Flamengo conseguiu em 1992.

O colunista Márvio dos Anjos dá uma noção do quão difícil foi cada campeonato para que possamos reconhecer quem de fato enfrentou os maiores desafios para levantar o troféu em 1987
.

O São Paulo perdeu a Copa União de 1987 dentro de campo. Era de comum acordo entre os clubes do Módulo Verde ignorar o resultado do Módulo Amarelo. Desprezar o acertado 20 anos depois mostra bem que tipo de caráter norteia o time do Morumbi.

Agora, preciso ser justo: nada garante que outros clubes não agiriam da mesma forma cabotina que o São Paulo está agindo caso o cenário fosse diferente.

Em um ambiente onde ética e honra são papo de perdedores, o mais provável é que se a situação fosse invertida e o São Paulo reivindicasse para si a taça por ganhar 1987 e ser o primeiro penta do Brasil em 1992, e se o Flamengo ganhasse seu quinto título após isso, o time carioca também não seria correto e ficaria com a Taça de Bolinhas para si. Infelizmente, é o mais provável.

A real é que futebol é igual aos filmes de Hollywood: sabemos que é mentira, mas mesmo assim pagamos o ingresso e nos divertimos por duas horas com aquela enganação. 


Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 10.04.2014 15:11 Rogério Martins

    Sabe Pablo, o Flamengo provou ontem ser o Michael Jackson dos campos: quase todo mundo gosta dele, promete show, vende muito ingresso mas morre em casa.

  • 10.04.2014 11:44 Vasco :)

    Gosto muito de você.... leónzinho :)

  • 10.04.2014 08:46 João

    Futebol não leva ninguém a lugar nenhum...

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351