Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

/ contato@aredacao.com.br

Histórias da Copa

1990: Copa da Itália

Alemanha levantou a taça do Mundo pela 3ª vez | 06.06.14 - 13:49 1990: Copa da Itália
Mônica Parreira

Goiânia  -
Vingança, vitória e consagração são as palavras que, aos olhos dos alemães, definem a Copa de 1990. Em solo italiano, a Alemanha levantou a taça do Mundo pela terceira vez na história. Foi diante da Argentina, seleção que quatro anos antes roubou a cena no duelo direto.
 
O torneio voltava a ser realizado na Europa. União Soviética e Itália travaram a disputa, que foi definida ainda em 1984. Na votação, os italianos venceram por 11 a cinco e preparou 12 cidades-sede para receber os jogos.

Para garantir o sucesso, mas também impressionar, a Itália construiu duas grandes arenas (em Turim e Bari) e promoveu a reforma de outros dez estádios. O mascote da competição foi um boneco chamado Ciao.
 

 A Copa
 
Os alemães prezavam mais pelo resultado do que pelo futebol arte. Foi com esse sentimento de vitória, mesmo faltando um pouco de brilho em campo, que a seleção valorizou cada triunfo até alcançar o topo do mundo. Na primeira fase, venceu a Iugoslávia, os Emirados Árabes e empatou com a Colômbia.
 
Na próxima fase, a Alemanha treinada por Franz Beckenbauer garantiu vitória sobre todos os adversários: Holanda (2 a 1), Tchecoslováquia (1 a 0) e Inglaterra, nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo regular. Foi a confirmação de que a equipe brigaria pelo terceiro título da história.
 

(Foto: site Fifa)
 
A final colocou a Alemanha frente a frente com a Argentina, que venceu a edição de 1986. Uma vitória magra, mas precisa, colocou os alemães diante do troféu mais uma vez. Brehme, de pênalti, marcou o gol da vitória que fez a Alemanha se igualar à Itália e ao Brasil como os países mais vitoriosos do futebol mundial.

 Seleção Brasileira
A participação da seleção brasileira nas duas últimas edições (1982 e 1986) foi louvável, só que a equipe não conseguiu alcançar o objetivo máximo. Em 1990, o que a torcida esperava era um Brasil ainda mais forte, capaz de faturar o tetracampeonato.
 
Em campo, a seleção até correspondeu às expectativas durante a primeira fase, ao vencer a Suécia (2 a 1), Costa Rica (1 a 0) e Escócia (1 a 0). Só que a decepção veio logo em seguida.

Contra a Argentina, pelas oitavas de final, o grupo até mostrou um bom futebol, mas os hermanos venceram por 1 a 0 e atrapalhou o sonho brasileiro.

 Curiosidades 
- Enquanto ainda haviam seleções fazendo estreia na Copa do Mundo, outras se despediam, por questões políticas: a Tchecoslováquia, que foi desmembrada, a Alemanha Ocidental, que se uniu com a Oriental, e a União Soviética;
 
- A Copa de 1990 registrou menor média de gols na história. Apesar da boa quantidade de partidas (52), foram marcados somente uma média de 2.21 gols por jogo;


Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

/ contato@aredacao.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351