Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

/ contato@aredacao.com.br

Histórias da Copa

1998: Copa da França

Seleção de Zidane conquistou o título | 09.06.14 - 17:20 1998: Copa da França (Foto: site Fifa)
 
Mônica Parreira

Goiânia -
Criador da Copa do Mundo, o francês Jules Rimet teria ficado orgulhoso de ver a performance da seleção de sua pátria em 1998. País-sede pela segunda vez na história (a primeira vez foi em 1938, quando Rimet ainda era vivo), desta vez a França de Zidane não desperdiçou o fato de jogar perto de sua torcida e conquistou o inédito titulo mundial.
 
O triunfo teve sabor ainda mais especial por ter sido em cima da seleção brasileira, que viu o sonho do penta ser adiado. O galo Footix, que tinha as cores da bandeira, foi o mascote dos jogos, disputados em dez cidades diferentes.
 
De 24, o número de participantes subiu para 32. A mudança no regulamento aumentou a possibilidade de seleções estrearem no Mundial. África e Ásia contaram com representantes pela primeira vez. 
 

 A Copa
Parece que a França fez valer os 12 anos que ficou fora do Mundial para voltar com força total. Não servia nenhum outro resultado além da conquista do troféu em casa. A primeira fase foi impecável, com três vitórias. 
 
Ainda que tenha sofrido com a prorrogação para passar pelo Paraguai e nos pênaltis pela Itália, a seleção francesa se reafirmou ao concluir a etapa do mata-mata com êxito. A França venceu a Croácia na semifinal, por 2 a 1, e garantiu vaga na decisão.


Autor de dois gols na final, Zidane levantou a taça (Foto: site Fifa)
 
O Brasil era o outro finalista, e quase contou com uma grande baixa para o jogo. Ronaldo teve um princípio de convulsão, no hotel onde estava concentrado, mas ainda assim foi escalado para atuar. Em campo, porém, o atacante não teve bom rendimento.
 
A verdade é que, naquele 12 de julho, o futebol da França era realmente superior. Com um gol de Petit e dois de Zidane, a França chegou à conquista do Mundial.

 Seleção brasileira
Mesmo sem aquele futebol de encher os olhos, o Brasil de Zagallo foi longe. A campanha final registrou quatro vitórias, duas derrotas e um empate.

Estava tudo dentro dos planos, até que a seleção encarou a focada França na final, levando 3 a 0. A conquista do pentacampeonato foi adiada por quatro anos.





Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

/ contato@aredacao.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351