Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

O Blog

Falta de noção aqui é mato

Vídeo em hospital mostra que estupidez venceu | 08.07.14 - 08:27 Falta de noção aqui é mato (Montagem: A Redação)

Goiânia - "Acordei de manhã querendo morrer." No sábado (5/7) eu estava igual essa frase que abre um monte de blues antigos. Depois de litros e litros de cerveja, vinho e cachaça de Orizona na sexta-feira por conta do jogo do Brasil, eu estava com uma ressaca que acho que até agora não passou. Eu só queria um banho quente, água do filtro de barro e a piedade divina para esse filho pecador. 

Antes de levantar da cama, peguei meu celular. Uma bobagem. Quem estava com estômago frágil como era meu caso, não deveria ser tão imprudente. Vi que tinha mensagem de WhatsApp de minha querida amiga, e também editora aqui no A Redação, Aline Mil. Como sugestão para um artigo, ela me mandou o vídeo em que a enfermeira cearense filmou a chegada de Neymar ao Hospital São Carlos, em Fortaleza, e no final da gravação faz V com os dedos e manda beijinho. Minha vontade de morrer aumentou.

Independente se estamos falando da principal estrela da Seleção Brasileira ou do zé ninguém da esquina, qualquer um que entre em um hospital tem que ser tratado da mesma forma: com respeito. A exposição de um fato tão íntimo do nosso camisa 10 é de doer. Uma coisa é se o próprio cara considera aquilo algo legal e resolva fazer um selfie, outra muito diferente é uma profissional da saúde registrar e compartilhar algo que sabe-se lá se o craque estava consciente do que rolava. Não há perdão.

Há muito me preocupa a proliferação desses instrumentos de comunicação instantânea nas mãos de um monte de gente sem o menor bom senso. Sem o celular-faz-tudo, a enfermeira que foi corretamente despedida do hospital iria só contar para seu pequeno círculo pessoal o que havia visto. Seria uma fofoca, mas sem grande repercussão fora das pessoas de seu relacionamento íntimo. Com a grande rede, o vídeo chegou no meu celular antes mesmo da ressaca pós-vitória passar.

A estupidez agora tem dimensão global. Um estúpido sempre será um estúpido, com ou sem redes sociais e aplicativos de celular. A questão que agora incomoda é que os estúpidos têm muito mais mecanismos para propagar seus registros. E está lá mais um vídeo íntimo de uma garota que infelizmente deixou registrar o ato sexual. E está lá mais um vídeo que expõe a intimidade de outra celebridade. Os estúpidos venceram e o sinal está fechado para nós que (acho) somos lúcidos. 


Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 08.07.2014 09:49 José

    A pinga de Orizona é a melhor mesmo!

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351