Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

O Blog

Hermes e Renato marcou minha geração

Morte de Fausto Fanti deixa humor mais coxinha | 31.07.14 - 09:22 Hermes e Renato marcou minha geração .

Goiânia - Fiquei sinceramente triste quando vi na internet a notícia da morte de Fausto Fanti, do grupo de humor Hermes e Renato. A nova geração que já cresceu com o humor de YouTube (em que o genial Porta dos Fundos é o maior ícone) jamais entenderá o impacto do quinteto quando surgiu na MTV. Os mais velhos, por sua vez, jamais entenderam a razão de rirmos tanto de algo tão propositalmente tosco. 

Eles começaram com pequenas inserções durante os comerciais da MTV em 1999. Uma estética que remetia aos anos 1970 pela vestimenta dos dois personagens principais, aliado a palavrão, baixaria, porrada e humor sem noção. Impossível para um calouro da UFG como eu não cair de paixão. Era um humor filho da TV Pirata mas sem cabecismo. Filho dos Trapalhões e do Chaves mas para adultos. O grupo era especialista em cultura trash, com foco maior na televisão, e desse universo retirava as paródias que encantaram uma geração. 

Só cometeram um equívoco da carreira deles e dos grandes: deixar a MTV e ir para a Record - erro inclusive assumido pelos próprios. Não fizeram nada na televisão aberta que repercutiu. Vi uma única vez que estava na minha casa doente, em um sábado de noite, e fiquei com vergonha. Do mesmo tipo que senti quando ouvi pela primeira vez o disco Volume Dois dos Titãs. Nos dois casos, eu sabia que se tratava de artistas brilhantes, mas fazer aqueles trabalhos era o fim da picada.

Para relembrar o genial humorista, selecionei sete esquetes de Hermes e Renato que de tempos em tempos volto para assistir e me acabo de rir. Fausto Fanti fará muita falta.

#DescanseEmPaz

Pira Pirá Pirô - axé escatológico com fim tragicômico: 

Bingo da Amizade - meu esquete preferido da primeira fase de Hermes e Renato:

 

Charlinho - toda vez que vejo uma matéria sobre crianças da área rural que precisam estudar, me lembro desse quadro. O que impressiona aqui é como eles sabem ridicularizar com maestria os clichês do telejornalismo:

Reggae do Maconheiro - qualquer semelhança com figuras que encontramos em Piri ou Alto Paraíso não é mera coincidência. No Encontro de Culturas Tradicionais que rolou agora em São Jorge, topamos mais tipos assim por metro quadrado que em toda Jamaica: 

Bichinha Pobre - nunca a tosqueira do carnaval foi tão bem esculachada como nos esquetes do Unidos do Caralho a Quatro:



Cerveja Boneca - outro clássico da primeira leva de Hermes e Renato:


 

Documento Trololó Redes Sociais - da última fase do programa na MTV após o grupo sair da Record e que mostra que eles não haviam perdido o jeito para a zoeira:

 


Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 31.07.2014 12:11 Aline Mil

    Charlinho!! :)

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351