Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

O Blog

Caetano Veloso mostra vigor na abertura do Bananada

Compositor abre festival que segue até domingo | 12.05.15 - 11:49

Goiânia - Caetano Veloso tocou na segunda-feira (11/5) na abertura do festival Bananada 2015 e mostrou vigor com o show Abraçaço. A turnê tem o nome do disco lançado em 2012 e já havia passado por Goiânia anteriormente, no mesmo Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON). Mas o show que lotou o espaço registrando mais de 3 mil presentes ontem foi diferente. Mais vigoroso, mais emocionante, mais verdadeiro.

O artista sentiu que o clima era outro. Abriu com a poderosa A bossa nova é foda tal qual em toda turnê. E, experiente como é aos 72 anos de vida, fez a graça que o público desejava cantar junto e não acompanha sua nova fase: mandou um hit gigante do tamanho de Baby logo na segunda do repertório, diferentemente da vez anterior que tocou por aqui. Com isso, ganhou o público para atravessar um set list que não facilita para o ouvido médio e privilegia a última fase do compositor que teve início em 2006, com o disco .

A receptividade da plateia refletiu na performance em cima do palco. Ou o foi o contrário? Como na história do ovo e da galinha, não dá para saber o que vem primeiro: o carisma do público contagia o artista ou a disposição de quem toca envolve os expectadores? Sei lá, vá perguntar no Posto Ipiranga.

No patamar de carreira que Caetano se encontra, ele poderia estar em uma situação muito mais tranquila, se assumir riscos. Aproveitar o status de medalhão da MPB e fazer um show encadeando hits como Você é linda, Sozinho e Você não me ensinou a te esquecer que seria sucesso de bilheterias nos quatro cantos do Brasil. Por isso é interessante ver o artista sair da zona de conforto e optar por um show esquisito, com músicas anticlímax – cujo maior exemplo do set list é a épica, emocionante e arrastada O comunista – e que deixam a maior parte da plateia sem chão, sem cantar junto, sem bater palminha.

A maior prova de que Caetano estava mais envolvido ontem do que no show goianiense anterior foi o bis, com três músicas – Nine of ten, o megahit Leãozinho e a presente da vez passada A luz de Tieta. Ao todo, foram 21 músicas em um show de quase duas horas. Ele saiu do palco pouco depois da meia-noite.

Segundona atípica em Goiânia. O tradicional dia mais chato da semana foi mais divertido ontem. Sorte de quem estava lá.


Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 12.05.2015 12:02 Amanda Karla

    Concordo meu caro! Caetano mostrou o grande artista que é, ainda está em boa forma e seus músicos também são muito competentes! Foi um showzaço!

Sobre o Colunista

Pablo Kossa
Pablo Kossa

Jornalista, produtor cultural e mestre em Comunicação pela UFG / pablokossa@bol.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351