Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

É jornalista graduada pela PUC Goiás / monica.parreira@aredacao.com.br

Histórias das Olimpíadas

1900: Jogos de Paris

Mulheres conquistam direito de participar | 12.07.16 - 11:41 1900: Jogos de Paris Preferência do público era o rúgbi. Na imagem, seleção da França (Foto: COI)
 
Goiânia - O plano do Barão de Coubertin de realizar as Olimpíadas a cada quatro anos deu certo. A sede em 1900 foi Paris, mas os Jogos precisaram disputar a atenção dos franceses com a Feira Mundial de Comércio, o que acabou ganhando a preferência do público. Não fossem as importantes conquistas históricas, como a primeira participação das mulheres nas competições e a inclusão do futebol, a edição seria vista como um fiasco.
 
Paris definitivamente não estava preparada para receber a competição. Alguns jogos foram disputados simultaneamente em lugares distintos, o que gerou confusão para os poucos interessados em assistir. 
 
 
A proposta de um calendário compacto também não deu certo. Ao invés de durar semanas, a edição francesa das Olimpíadas começou no dia 14 de maio e só terminou em 28 de outubro de 1900. Os Jogos não tiveram direito nem mesmo a cerimônia de abertura. Coube ao então presidente, Emile Loubet, fazer um discurso para oficializar o início das disputas. 
 
Destaques e curiosidades
Apesar de tímida, a participação das mulheres gerou grande polêmica entre formadores de opinião.

Os mais conservadores acusavam a iniciativa, enquanto outros defendiam a inclusão do "sexo frágil". Eram 975 homens inscritos e apenas 22 mulheres. O Brasil novamente ficou de fora.
 
Sem tradição, o futebol também sofreu com a falta de visibilidade. Só para se ter uma ideia, um jogo entre França e Inglaterra contou com apenas 500 pessoas presentes. Isso porque a maior parte da torcida foi até o estádio achando que veria uma partida de rúgbi, que acabou sendo realizada em outro lugar. 
 
A França era a dona da maior delegação, o que lhe rendeu o primeiro lugar geral. A anfitriã conquistou 101 medalhas contra 48 do segundo colocado, os Estados Unidos. Outra novidade que as Olimpíadas de Paris guardam na história é a inclusão oficial de outros esportes coletivos além do futebol, como rúgbi e polo aquático.
 
A organização também tentou incluir no calendário algumas provas inéditas, como campeonato de pipas, tiro com canhão, bilhar e até concurso de pesca com vara. As sugestões foram vetadas e acabaram não acontecendo. 
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

É jornalista graduada pela PUC Goiás / monica.parreira@aredacao.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351
Ver todas