Entrevista  01.06.2012 09h23
"Sou meio caótico", diz Evandro Santo, o Christian Pior

Humorista se apresenta no Teatro Católica-PUC

"Sou meio caótico", diz Evandro Santo, o Christian Pior Evandro Santo volta a Goiânia com a peça Eu Mexxxmo! no sábado e domingo, no Teatro Católica (Foto: divulgação)


Yuri Lopes

Conhecido nacionalmente depois que entrou para o elenco do Pânico na rádio e televisão, Evandro Santo, o criador do Christian Pior, volta a Goiânia para dupla apresentação de Eu Mexxxmo, seu mais novo espetáculo de humor. O integrante do Pânico na Band apresenta o resultado da observação, malícia e sagacidade no próximo sábado (2/6) e domingo (3/6), no Teatro Católica (PUC-GO), a partir das 20 horas.

O novo espetáculo de Evandro é o primeiro depois do bem sucedido Espia Só, considerado por assinantes do jornal Folha de São Paulo e do portal Uol como o melhor stand up comedy de 2010.

Responsável por bordões como Bate...a foto!, corage!, ovulei, sangue de Chanel tem poder, fui...de primeira classe, para tudo e chama a Nasa entre tantou outros, Evandro Santo entrou para o time do Pânico por puro acaso. O comediante participou do programa na rádio em 2007 e, de tanto fazer graça, chamou a atenção de Emílio Surita, líder do grupo que hoje bate ponto na Bandeirantes.

Entre a gravação do programa de rádio e outro compromisso profissional, Evandro concedeu a entrevista que você confere logo a seguir. O ator comentou sobre métodos de pesquisa para criação de  suas peças, o novo trabalho, suas inspirações e censura no humor. Confira!

 
A Redação: Como funciona o trabalho de pesquisa para construção dos seus espetáculos? O que mais serve de referência para você?
Evandro Santo: A referência são os papos informais com meus amigos, gibis, seriados americanos, besteiras do YouTube e a minha encardida vivência.

A Redação: O que serve de alimento para sua criatividade? 
Evandro Santo: Baladas, porque encontro todo tipo de gente, porteiros, taxistas, travestis e prostitutas (moro na Rua Augusta), e todo o "lado B" do ser humano me inspira. Adoro um porão emocional, sabe? (Risos).

A Redação: O que tem no Eu Mexxxmo de diferente de seus outros espetáculos? É o mesmo formato de Espia Só?
Evandro Santo: O Espia Só era mais festeiro, uma grande farra, quase um programa de auditório. O Espia Só era um grande festeiro. O Eu Mexxxmo, questiona mais, é como se fosse uma terapia, ele é mais sacana, crítico, maldoso, ele é mais vilão (risos). O Eu Mexxxmo é um mau elemento.

A Redação: Você sente que as pessoas esperam bom humor constante de quem trabalha com comédia? 
Evandro Santo: Sim, sinto, e nem todas as vezes consigo cumprir isto. Mas não me obrigo a ser o Superman do humor. Sou o Robin, digamos assim. Às vezes consigo ser o Batman, o Lanterna Verde, (risos), mas o Superman, não. É muita perfeição e responsabilidade.

A Redação: Como você analisa o comportamento das celebridades que ora estão loucos por holofotes e ora não querem falar com a imprensa?
Evandro Santo: (Risos) Acho que estão na moda. Ser bipolar está na moda.


Veja Evandro Santo no papel de Christian Pior no Pânico na TV, em 2007.

A Redação: Você consegue aproveitar ou conhecer alguma coisa das cidades que você visita com suas peças?
Evandro Santo: Sempre. Blocos inteiros de texto já foram mudados porque em alguma cidade aconteceu algo novo ou surgiu uma dificuldade, ou um caco, que acabei aproveitando. O espetáculo está sempre mudando.

A Redação: Das outras vezes que esteve aqui em Goiânia o que deu pra conhecer?
Evandro Santo: Fui em uma boate gay e me diverti muito, era do lado do flat que eu estava hospedado.

A Redação: Muito se discute atualmente sobre censura, controle e bom senso no humor. Você toma algum cuidado para não virar alvo de defensores do politicamente correto?
Evandro Santo: Sabe o que eu acho? Agridem muito mais os comediantes, do que os comediantes agridem as pessoas. É só entrar na redes sociais e ver. Eu tento fazer humor me incluindo nas histórias, para não ficar como algoz o tempo todo. Me vitimizo também, me sacaneio. O Pânico é bom para você blindar o ego, e isso te ajuda.


Evandro como o estilista fashion e da língua ferina Christian Pior com os colegas de elenco do Pânico na Band (Foto: divulgação)
 

A Redação: Já sofreu algum tipo de ataque ou críticas por seus comentários nas suas peças?
Evandro Santo: Já sofri, sim, e continuei fazendo. Acontece. Tem gente que não gosta e pronto.

A Redação: A gente percebe que você tem muito embasamento cultural nas suas piadas, tanto nas peças quanto nos quadros do Pânico na Band. Onde você adquire tanta referência? O que você gosta de ler, pesquisar?
Evandro Santo: Sou meio maluco por informação. Estou estudando ao mesmo tempo mitologia grega, a Bíblia e as religiões africanas, e fazendo paralelos entre elas. Depois, fico 3 meses sem ler sobre o assunto e retomo. Sou meio caótico.

A Redação: Pra que tipo de público você recomenda o Eu Mexxxmo?
Evandro Santo: Gente que ri de si mesma, dos outros, da vida. É humor na veia.


Veja um trecho de Espia Só, a peça que antecedeu Eu Mexxxmo.

 

Serviço:
Eu Mexxxmo, com Evandro Santo
Onde: Teatro Católica - PUC-GO (Av. Fued José Sebba , 1.184. Jardim Goiás - Goiânia - GO)
Horário: 20 horas
Quando: Sábado (2/6) e domingo (3/6)
Quanto: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)
Mais informações: (62) 3515-1124
 

Comente


Comentários

  • 01.06.2012 02:38 Por Renato Medeiros

    Acho ele o máximo, engraçado, divertido e me parece super simpático! :d adorei o que ele falou sobre as estrelas da tv, sofrerem de transtorno bipolar. Só pode! :d rs.

  • 01.06.2012 01:09 Por Yuri Lopes

    Corrigido, mariana. Obrigado! mas eu a-pos-to que em 2019 o stand-up dele será eleito pelos leitores da folha e do uol como o melhor. Duvida? aguarde! abraço!.

  • 01.06.2012 11:41 Por Mariana Magalhaes

    "o novo espetáculo de evandro é o primeiro depois do bem sucedido espia só, considerado por assinantes do jornal folha de são paulo e do portal uol como o melhor stand up comedy de 2019. " 2019 ?????????? ironia? rs.



Publicidade

Publicidade