Memória  14.08.2012 22h05
Livro com fotos raras de Goiânia é lançado pelo jornalista Iúri Godinho

Coleção mostra a fundação da capital


Marina Morena

Goiânia - O jornalista Iúri Rincon Godinho, lançou, em coquetel na noite desta terça-feira (14/8), o livro “Memória Visual de Goiânia - o Álbum Perdido do Primeiro Prefeito”. O evento foi realizado na sede da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), em Goiânia, e contou com a presença de amigos e personalidades da sociedade goianiense.

Como era Goiânia em 1945? O que já existia na capital goiana nesta época? Como eram as ruas e o projeto arquitetônico original? Todos estes questionamentos são respondidos por meio da coleção de fotos antigas selecionadas para a obra.

Iúri conta que o livro, formado por cerca de 100 imagens, nasceu depois que ganhou da família do primeiro prefeito da capital goiana, Venerando de Freitas Borges, o álbum que ele montou com fotos de obras arquitetônicas por ele realizadas: prédios, praças e avenidas, entre outros feitos. "Venerando queria deixar registrado como ele deixou Goiânia ao final de seu primeiro mandado (de 1935 a 1945)", conta o autor.

Iúri se aproximou da família de Venerando de Freitas Borges após o período de pesquisas para escrever a biografia do primeiro prefeito de Goiânia. A afeição da família foi tão grande, que toda a biblioteca do político foi doada ao jornalista.

Fissurado pela história de Goiânia, Iúri ressalta a importância da divulgação do álbum, até então visto por pouquíssimas pessoas. "Não existe, em Goiás, material mais rico e completo do que o retratado neste livro. O conteúdo mostra os principais prédios, praças, arborização das ruas e um traçado bastante vasto do início da capital goiana", explica Iúri.
 
Durante o lançamento, foi realizada uma exposição de objetos que pertenciam a Venerando de Freitas Borges, como o original do diploma de primeiro prefeito de Goiânia, o inseparável chapéu, a pasta de trabalho, as carteiras profissionais, as fotos e até um quadro autografado por Juscelino Kubitschek.

Leia mais:
Iúri Godinho lança livro com fotos raras de Goiânia em 1945

Comente


Comentários

  • 15.08.2012 01:12 Por Afif

    "não existe, em goiás, material mais rico e completo do que o retratado neste livro. " pelo visto, modéstia não é uma das qualidades do jornalista-empresário, não?.



Publicidade

Publicidade