Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Festival de Gramado

Filme goiano “As Duas Irenes” leva Kikito de Melhor Filme- Júri da Crítica

Longa foi dirigido por Fábio Meira | 27.08.17 - 17:30 Filme goiano “As Duas Irenes” leva Kikito de Melhor Filme- Júri da Crítica (Foto: divulgação) 
Yuri Lopes
 
Goiânia – O filme goiano As Duas Irenes, de Fábio Meira, conquistou quatro Kikitos na 45ª edição do Festival de Cinema de Gramado. O longa rodado em Pirenópolis e em Goiás levou o prêmio nas categorias Melhor Filme – Júri da Crítica, Melhor Ator Coadjuvante (Marco Ricca); Melhor Roteiro (Fábio Meira) e Melhor Direção de Arte (Fernanda Carlucci).
 
 
Leia mais:
‘Como Nossos Pais’ ganha seis Kikitos no Festival de Gramado
 
Antes do reconhecimento brasileiro, o longa já havia sido premiado no Festival de Berlim, na categoria Melhor Filme Estreia; e no Festival Internacional de Guadalajara, no México, onde conquistou o prêmio de Melhor Fotografia.


Vencedores do Festival de Cinema de Gramado 2017 (Foto: Diego Vara/Pressphoto)
 
Primeiro longa da carreira de Fábio Meira, As Duas Irenes estreia no circuito nacional de cinema no dia 14 de setembro.

Outra produção goiana premiada no festival foi o curta O Violeiro Fantasma, de Wesley Rodrigues. O filme levou o Kikito de Melhor Trilha Musical (Dênio de Paula) e de Melhor Direção de Arte (Wesley Rodrigues).
 
O 45º Festival de Gramado foi realizado na cidade gaúcha de 17 a 26 de agosto.

Confira a seguir a lista completa dos premiados no 45º Festival de Cinema de Gramado (em negrito os goianos):
 
Longa-metragem brasileiro
Melhor filme: “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky
Melhor direção: Laís Bodanzky, por “Como Nossos Pais”
Júri Popular: “Bio”, de Carlos Gerbase
Prêmio Especial do Júri: Carlos Gerbase, por “Bio”
Troféu Cidade de Gramado, prêmio do Júri: Eliane Giardini e Paulo Betti
Melhor ator: Paulo Vilhena, por “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky
Melhor atriz: Maria Ribeiro, por “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky
Melhor roteiro: Fábio Meira, por “As Duas Irenes”
Melhor direção de arte: Fernanda Carlucci, por “As Duas Irenes”, de Fábio Meira
Melhor atriz coadjuvante: Clarisse Abujamra, por “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky
Melhor ator coadjuvante: Marco Ricca, por “As Duas Irenes”, de Fábio Meira
Prêmio da Crítica: “As Duas Irenes”, de Fábio Meira
Melhor fotografia: Fabrício Tadeu, por “O Matador”, de Marcelo Galvão
Melhor trilha musical: Ed Côrtes, por “O Matador”, de Marcelo Galvão
Melhor desenho de som: Augusto Stern e Fernando Efron, por “Bio”, de Carlos Gerbase
Melhor montagem: Rodrigo Menecucci, por “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky

Curta-metragem brasileiro
Melhor filme: “A Gis”, de Thiago Carvalhaes (SP)
Melhor direção: Calí dos Anjos por “Tailor” (RJ)
Melhor filme, pelo Júri Popular: “A Gis”, de Thiago Carvalhaes (SP)
Melhor ator: Nando Cunha, por “Telentrega”, de Roberto Burd (RS)
Melhor atriz: Sofia Brandão, por “O Espírito do Bosque”, de Carla Saavedra Brychcy (SP)
Prêmio 150 Anos Canadá Para Jovens Cineastas: Calí dos Anjos por “Tailor” (RJ)
Prêmio Canal Brasil: "O Quebra-cabeça de Sara", de Allan Ribeiro (RJ)
Prêmio Especial do Júri: “Cabelo Bom”, de Swahili Vidal (RJ)
Júri da Crítica: "O Quebra-cabeça de Sara", de Allan Ribeiro (RJ)
Melhor roteiro: Carolina Markowicz, por “Postergados” (SP)
Melhor fotografia: Pedro Rocha, por “Telentrega”, de Roberto Burd (RS)
Melhor desenho de som: Fernando Henna e Daniel Turini, por “Caminhos dos Gigantes”, de Alois Di Leo (SP)
Melhor trilha musical: Dênio de Paula, por “O Violeiro Fantasma” de Wesley Rodrigues (GO)
Melhor direção de arte: Wesley Rodrigues, por “O Violeiro Fantasma” (GO)
Melhor montagem: Beatriz Pomar, por “A Gis” de Thiago Carvalhaes (SP)
 
Longa-metragem estrangeiro
Melhor filme: “Sinfonía para Ana” (Argentina), de Virna Molina e Ernesto Ardito
Melhor direção: Federico Godfrid, por “Pinamar” (Argentina)
Melhor filme, pelo Júri Popular: "Mirando al Cielo" (Uruguai), de Guzmán García
Prêmio Especial do Júri: "Los Niños" (Chile/Colômbia/Holanda/França), de Maite Alberdi
Prêmio da Crítica: “Pinamar” (Argentina), de Federico Godfrid
Melhor roteiro: Joel Calero, por "La Ultima Tarde" (Peru)
Melhor ator: Juan Grandinetti e Agustín Pardella, por "Pinamar" (Argentina), de Federico Godfrid
Melhor atriz: Katerina D’Onofrio, por "La Ultima Tarde" (Peru), de Joel Calero
Melhor fotografia: Fernando Molina, por “Sinfonía para Ana” (Argentina), de Virna Molina e Ernesto Ardito
 
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351