Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Cultura

Marconi Perillo amplia bolsas para Instituto Basileu França

Eliane Pinheiro articulou a mudança | 07.12.17 - 14:49 Marconi Perillo amplia bolsas para Instituto Basileu França (Foto: Governo de Goiás)A Redação

Goiânia -
 O governador Marconi Perillo (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (7/12) a ampliação do número de bolsas para alunos do Instituto Basileu França. A bolsa garante repasse de R$ 800 por mês e, até aqui, atendia apenas músicos da Orquestra Sinfônica Jovem. A partir de agora, serão contemplados também alunos de outras categorias de arte (como dança, circo, teatro). A deputada Eliane Pinheiro ajudou a articular a ampliação. 
 
Hoje o Estado custeia 100 bolsas com recursos oriundos do Fundo Protege. Serão 230. Criadas em 2005, elas foram fundamentais para projetar a Sinfônica Jovem (fundada quatro anos antes) pelo mundo. O grupo já se apresentou na Alemanha, Venezuela, Espanha e China. No ano que vem, participa de consagrados festivais de música clássica em Trancoso, com tudo pago, e em Campos do Jordão. Em dezembro de 2018, volta à China com metade das passagens subsidiadas. 
 
A deputada Eliane assumiu a bandeira a pedido do maestro Eliseu Ferreira, da Orquestra Sinfônica de Goiás. Ela esteve no Palácio Pedro Ludovico Teixeira nesta quinta-feira para confirmar a ampliação do programa de bolsas; “Esta é uma iniciativa muito bonita e que serve de exemplo para o Brasil. Demonstra a sensibilidade incrível que o governador tem”, diz a deputada. “Impossível não destacar o pioneirismo do seu governo na cultura”. Também participaram da audiência o maestro Eliseu; o regente da Sinfônica Jovem, Eliel Ferreira; e a diretora do Basileu, Loide Magalhães.
 
A seleção de bolsistas é feita anualmente. O programa está a cargo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) e já financiou a formação profissional de jovens talentosos hoje espalhados pelo Brasil, como por exemplo o violoncelista Moisés Ferreira dos Santos, que é violoncelo solo do Teatro Municipal de São Paulo, e o irmão dele, Natanael Ferreira, que fez mestrado em viola na Universidade de Genebra. O atual regente da Sinfônica Jovem, Eliel, também teve os seus estudos custeados pela bolsa. 
 
Outro assunto tratado na reunião entre a deputada Eliane, o maestro Eliseu, a diretora do Basileu França e o governador nesta quinta-feira foi o programa Rede de Orquestras, que tem cunho social e propõe a fundação de orquestras sinfônicas jovens em municípios do interior de Goiás. Apesar de o projeto ainda não ter sido lançado em caráter oficial, ele já está em execução em Itumbiara, Aparecida e Trindade. Em janeiro, deve começar a funcionar em Catalão, Caldas Novas e Anápolis. Serão 14 municípios até março. Os Itegos e colégios tecnológicos garantem suporte para estas orquestras. 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 07.12.2017 23:29 Rogério Leonardo

    É engraçado fazer uma auto promoção enquanto os milhares de trabalhadores estão com os salários em atraso é sem vale transporte para ir trabalhar . Por incompetência da nova OS que assumiu a administração do Basileu França. Alooo Marconi dá uma ajuda ai ne

  • 07.12.2017 18:25 Aline

    Enquanto isso, todo mês os professores sofrem com atraso de salários, não pagamentos de benefícios (Como o vale transporte e o 13°salário) e a escola segue sucateada (sem limpeza, sem iluminação nos banheiros, com aparelhos de ar condicionado estragados há meses.....) desde a implantação da Organização Social - Cegecon imposta goela abaixo pelo mesmo governador "bonzinho" e bem intencionado que aparece na foto!

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351