Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

"Cultura do Divino"

Exposição de Claudimar Pereira segue até o final de janeiro em Pirenópolis

Entrada é gratuita | 19.01.18 - 10:27 Exposição de Claudimar Pereira segue até o final de janeiro em Pirenópolis (Foto: Divulgação)
 
A Redação
 
Goiânia - Turistas e pirenopolinos têm até o final de janeiro para apreciar a exposição “Cultura do Divino em Pirenópolis”, do artista plástico Claudimar Pereira. As telas estão expostas na galeria do Quinta Santa Bárbara Eco Resort e no Divino Lounge Café, ao lado da Igreja do Bonfim, em Pirenópolis, e tem entrada gratuita.

Além da mostra, as telas estão disponíveis para venda e parte da renda arrecadada será destinada à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) do município. A exposição com mais de 30 obras, sendo algumas inéditas, já foi premiada em São Paulo na 9ª Edição da Bienal Naifs do Brasil. 
 
Considerado o “Poteiro” de Pirenópolis, o artista e também ambientalista desenvolve projetos com a proposta de preservação da cultura regional e do bioma Cerrado. Por meio de sua arte, Claudimar Pereira tem levado a beleza histórica e ecológica e a cultura da cidade para o mundo. Seus quadros já foram expostos nas cidade de Goiânia, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e em outros países como Alemanha e República-Tcheca.   
 
“Apesar de já ter exposto as obras em vários locais do Brasil e do mundo, para mim é uma emoção muito particular expor em Pirenópolis. Aqui é minha cidade, minha cultura, meu povo”, comentou.
 
Nascido em Pirenópolis, Claudimar iniciou a carreira em 1996, pintando aquarela sob papel e, aos poucos, foi adotando pintura a óleo, técnica mais tradicional de pintura aplicadas em superfícies de madeira ou tela de algodão cru. Aprimorando o desenvolvimento da sua expressão artística, ele explora as paisagens de Pirenópolis, exteriorizando uma linguagem voltada à tradição, costumes, ecologia, arquitetura e folclore em estilo Naif, que traz uma sensibilidade bucólica na percepção das coisas e uma representação das imagens em formato de “desenhos infantis”.
 
O artista acredita que a exposição na cidade onde nasceu será mais uma oportunidade para mostrar aos turistas do Brasil e do mundo a arte naif à goiana mas, ao mesmo tempo, em razão do cunho solidário da mostra, auxiliar os trabalhos da Apae de Pirenópolis, unindo a arte à filantropia. “Com essa proposta, além de divulgar a nossa cultura regional para um maior número possível de pessoas e incluindo gente de toda parte do mundo, uma vez que Pirenópolis está recebendo a cada dia mais turistas internacionais, vamos colaborar com uma instituição tão atuante e importante na cidade”, diz.

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351