Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Futebol

Palmeiras perde para o Coritiba e chega a quatro jogos sem marcar no Brasileirão

Atual campeão está abaixo das expectativas | 07.06.17 - 21:57 Palmeiras perde para o Coritiba e chega a quatro jogos sem marcar no Brasileirão (Foto: Estadão Conteúdo)
São Paulo - Os novos experimentos do técnico Cuca na escalação não salvaram o Palmeiras de passar a quarta partida seguida do Campeonato Brasileiro sem marcar gols e perder para o Coritiba por 1 a 0, nesta quarta-feira (7/6), no estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela quinta rodada. O resultado no Paraná premiou o time menos badalado, porém mais organizado e decidido sobre qual proposta de jogo seguir.

Aniversariante nesta quarta-feira, Cuca completou 54 anos com mais tentativas na escalação do tão desfalcado Palmeiras. Pela primeira vez no ano, o time juntou Antonio Carlos e Juninho na zaga e reuniu como titulares os volantes Felipe Melo e Thiago Santos para reforçar a marcação. A equipe mais uma vez não teve meias de origem, por apostar na velocidade pelas laterais com Michel Bastos e Keno.

O jogo começou com o Coritiba na busca pela liderança - chegou a 12 pontos - e o Palmeiras preocupado com os três jogos seguidos sem marcar pelo Brasileirão - sem ganhar, tem apenas quatro pontos, perto da zona de rebaixamento. Pela existência destas diferentes motivações, a partida foi bem movimentada no primeiro tempo.

O time de Cuca optou em forçar pela esquerda, com Keno, mas parava no goleiro Wilson. Já a equipe da casa era mais perigosa nas bolas paradas. As seis ausências do Palmeiras, provocadas por lesões e convocações, começaram a pesar no segundo tempo. Uma falha coletiva de marcação, posicionada em linha, permitiu que um lançamento da defesa do Coritiba encontrasse um volante livre na área. Matheus Galdezani viu Fernando Prass sair mal de gol e tocou por cobertura para fazer 1 a 0, aos seis minutos. A reação de Cuca com a desvantagem foi mudar a essência da equipe.

O Palmeiras começou sem meias de origem, para depois colocar dois armadores. Os jovens Raphael Veiga e Hyoran entraram para mudar o estilo de jogo. Em vez de somente apostar na correria pelas laterais, o objetivo passou a ser elaborar melhor os ataques. As alterações pouco mudaram a partida.

O Palmeiras perdeu movimentação, não criou e passou longos minutos trocando passes na defesa, enquanto que o Coritiba ajeitou a marcação, à espera do tempo passar. Como estava mais organizado, ainda conseguiu ameaçar. O novo tropeço pressiona o Palmeiras a se questionar o quanto os 12 reforços e os mais de R$ 80 milhões investidos se traduzem em força do elenco. Afinal, pelo futebol fraco exibido contra o Coritiba, o atual campeão brasileiro está muito níveis abaixo das expectativas traçadas para 2017.  (Agência Estado)

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351