Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Futebol

Atlético Goianiense é derrotado pelo Palmeiras na série A do Brasileirão

Dragão está na penúltima posição, com 6 pontos | 21.06.17 - 23:34 Atlético Goianiense é derrotado pelo Palmeiras na série A do Brasileirão (Foto: Estadão Conteúdo)

São Paulo - Pelos pés de Borja, o Palmeiras alcançou a vitória por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, diante do Atlético-GO, na noite desta quarta-feira (21/6), no Allianz Parque. Este é o segundo resultado positivo seguido na competição do time paulista, além da 27ª partida seguida sem perder na arena do time. O resultado leva o time de Cuca para a sétima colocação, com 13 pontos. Já o Dragão estaciona na penúltima posição, com seis. 

A partida desta quarta representou a volta de Dudu ao Palmeiras. Ele estava fora desde o confronto com o Inter, em Porto Alegre, no dia 31 de maio, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O camisa 7 entrou no lugar de Keno, aos 23 do segundo tempo. 

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Atlético-GO jogam no domingo (25). O Verdão visita a Ponte Preta, às 16h, no Moisés Lucarelli. E o Dragão vai até o Rio enfrentar o Vasco, em São Januário, às 11h.
 
Jogo
Quem teve as primeiras finalizações perigosas e não passou sustos na defesa foi a equipe visitante. A retranca goiana segurou o Palmeiras sem chutar a gol por 27 minutos. A primeira tentativa foi em uma finalização torta de Borja. O time que não perde em casa há quase um ano desperdiçou tempo com as falhas corriqueiras. Toques laterais, insistência em armar o jogo com Mina, cruzamentos inúteis e falhas na marcação, principalmente pelas ausências de Thiago Santos e Felipe Melo.
 
O intervalo certamente seria de bronca do técnico Cuca para o time, até na última bola, o colombiano Borja amenizou a fraca atuação do Palmeiras e também a dele próprio, alvo de vaias até então. Um cruzamento de Róger Guedes desviou na defesa e sobrou para o atacante concluir, aos 45 minutos.
 
A vantagem não significou um despertar contundente do time para o segundo tempo. O jogo continuou em um ritmo lento, com o Palmeiras acomodado pelo 1 a 0 contra um adversário inferior e sem recursos. A situação era ao mesmo tempo confortável e perigosa. O segundo gol era tão possível de acontecer quanto um descuido resultar no empate.
 
Cuca fez alterações para reforçar a marcação, ao colocar três zagueiros e tirar Borja no fim para apostar no contra-ataque. Fernando Prass fez duas boas defesas, segurou a vantagem e por não levar gols, foi um dos jogadores mais decisivos por ter feito o Palmeiras ganhar em uma noite de futebol tão pobre. (Agência Estado)

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351