Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Futebol

Bartomeu critica Neymar após ida ao PSG e diz que atacante é 'passado' para Barça

Clube francês pagou multa rescisória | 07.08.17 - 13:54 Bartomeu critica Neymar após ida ao PSG e diz que atacante é 'passado' para Barça (Foto: reprodução/Alchetron)
São Paulo - O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, criticou nesta segunda-feira a forma pela qual Neymar se transferiu para o Paris Saint-Germain, clube que oficializou e apresentou o atacante brasileiro como reforço na semana passada naquela que se tornou a contratação mais cara da história do futebol. Em um discurso proferido durante um congresso apoiado pelo Barça, o dirigente deixou clara a sua insatisfação com a postura adotada pelo brasileiro durante a negociação, na qual o clube francês aceitou desembolsar 222 milhões de euros (cerca de R$ 819 milhões), que era o valor de sua multa rescisória de contrato, para tirá-lo do Barcelona.

"Prevíamos que Neymar poderia sair, e por isso aumentamos a cláusula (rescisória). Estamos trabalhando para buscar seu substituto. A decisão, fosse a que fosse, seria boa para o Barça. Se ficasse, manteríamos um grande jogador. E, se fosse embora, ganharíamos uma grande quantia. Com esta cláusula temos todas as garantias para contratar. A forma como ele saiu não foi das melhores, não é a que deve ter um jogador nosso", disse Bartomeu.

O dirigente também tratou o brasileiro como "passado" ao demonstrar o seu descontentamento com a maneira como o craque conduziu a transferência para o PSG. "Somos o Barcelona, um clube querido ao redor do mundo. Mas, antes, queremos dar por encerrado um capítulo do passado. Neymar fez parte de nosso clube, mas agora já é história. Foi uma decisão sua e fizemos tudo que estava ao nosso alcance para que ficasse. Sempre atuando com a responsabilidade que nos cabe, respeitamos a sua decisão.

Tudo tem um limite e nenhum jogador pode estar acima do Barcelona", ressaltou Bartomeu, para depois completar: "Nenhum interesse individual pode estar acima dos interesses coletivos da entidade, nenhum". Com a ida ao Paris Saint-Germain, Neymar espera, enfim, ser eleito o melhor jogador do mundo, um objetivo que ele começou a almejar ainda em 2013, quando trocou o Santos pelo Barcelona. Mas, para alcançar esse feito, o craque terá de mudar a história do prêmio. Nunca um jogador de um clube francês foi escolhido o melhor do planeta pela Fifa.

Quem chegou mais perto foi Papin, que ficou entre os três finalistas, em 1991, quando jogava pelo Olympique de Marselha. Ao optar por jogar no PSG, Neymar sairá da sombra de Messi no Barcelona, mas o atacante negou na última sexta-feira, em sua apresentação oficial, que o maior protagonismo que terá no time francês o motivou a deixar o time espanhol. Ele também negou que a questão financeira foi determinante para a sua ida à equipe parisiense e destacou que estava buscando "algo novo" e "novos desafios" para a sua carreira.

Messi exaltado
Neymar, porém, decepcionou os dirigentes do Barcelona após o clube tentar convencê-lo a seguir no time espanhol e o atacante optar pela sua ida ao PSG, adotando um caminho diferente do que o escolhido por Messi, que teve a continuidade do seu longo compromisso com o Barça exaltada por Bartomeu nesta segunda-feira, quando citou o exemplo do astro argentino para alfinetar a postura do brasileiro.

"O compromisso e a fidelidade de Leo Messi deverá ser um exemplo a seguir para todo aquele jogador que vista a nossa camisa. Esta temporada vamos deixar de falar do tridente (ofensivo que era formado por Neymar, Messi e Suárez) e passaremos a falar do time. Mantemos o melhor jogador da história, Leo Messi, que seguirá sendo o líder deste time", afirmou o dirigente, colocando o status do astro argentino à frente até mesmo ao de Pelé e Maradona. (Agência Estado)

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351