Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Futebol

Cuca revela que Palmeiras negocia renovação com Fernando Prass

Ele é o jogador mais antigo do elenco atual | 11.08.17 - 20:25 Cuca revela que Palmeiras negocia renovação com Fernando Prass (Foto: divulgação)
São Paulo - O técnico Cuca, do Palmeiras, disse nesta sexta-feira (11/8) que a diretoria iniciou a negociação para renovar o contrato do goleiro Fernando Prass. O jogador de 39 anos tem vínculo somente até o fim desta temporada e, por estar há menos de seis meses do encerramento do acordo, poderia já assinar previamente com outra equipe e deixar o clube sem custos, mas tem interesse em continuar no elenco, pela identificação com a torcida.

"A negociação já está em andamento. É bom o torcedor saber disso. Está nos nossos planos continuar com o Prass, além de capitão nosso que é, é um cara exemplar", disse Cuca em entrevista coletiva. Fernando Prass vai ficar com a vaga de titular de Jailson. O goleiro tem lesão no quadril, não treino nesta sexta-feira e vai ficar fora da equipe por cerca de um mês.

Prass é o jogador mais antigo do elenco atual, ao ter chegado em dezembro de 2012 e participado das campanhas vitoriosas na Série B, em 2013, na Copa do Brasil, em 2015, e no ano seguinte pelo Campeonato Brasileiro. Por opção técnica, ele deixou o posto de titular no último mês, ao Cuca preferir escalar Jailson na partida contra o Flamengo, no Rio de Janeiro. O goleiro não é o único jogador com quem a diretoria conversa sobre renovação.

"Egídio e Prass estão negociando. Não sei em que pés estamos, mas já estamos negociando tem tempo. Eu, o presidente do clube (Mauricio Galiotte) e os jogadores já nos reunimos", disse Cuca. O lateral-esquerdo Egídio também tem contrato somente até o fim deste ano e recebeu do treinador uma defesa na entrevista coletiva. O jogador bateu e desperdiçou o pênalti decisivo para a eliminação na Copa Libertadores, na última quarta, diante do Barcelona, do Equador.

Cuca explicou que Egídio treinou bem as cobranças e, por isso, foi o sexto a chutar. "Egídio bateu porque eu determinei. O Deyverson eu questionei se estavam bem, ele falou que estava com cãibras. Se tem alguém quem é responsável por não ter batido, sou eu. Eu automaticamente senti que ele não estava em condição", afirmou Cuca. (Agência Estado)

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351