Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Ideia sustentável

Consciente e prefeitura inauguram praça sustentável no Setor Marista

Prefeito Paulo Garcia participou da solenidade | 30.01.13 - 16:49 Consciente e prefeitura inauguram praça sustentável no Setor Marista (Foto: Divulgação)
A Redação

Goiânia -
Lançada em parceria com a prefeitura de Goiânia, a Consciente Construtora e Incorporadora inaugurou, nesta quinta-feira (31/1), a primeira praça conceito em sustentabilidade da capital. Participaram da solenidade o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, e o presidente da Consciente, Ilézio Inácio Ferreira, idealizador do projeto Calçada Consciente, que já faturou diversos prêmios.

A Praça Conceito Consciente é um projeto inovador que segue a tendência mundial de reutilização de materiais, preservação da natureza e uso responsável dos recursos naturais, aliando sustentabilidade à beleza, conforto e inovação.

Localizada na Rua 27 com a T-50, no Setor Marista, o local conta com diversas novidades da construção sustentável, como o piso drenante, que absorve 90% da água da chuva, no lugar da tradicional grama que permite a infiltração da água no solo. Ilézio enfatiza que foram utilizados diversos materiais reciclados, madeira de reflorestamento ou de reuso, além de jardim sensorial, em especial, para ser apreciado por deficientes visuais. Segundo o presidente da Consciente, “atender todos os princípios de sustentabilidade é o grande diferencial e seria muito bom que essa iniciativa se expandisse e que outros empresários fizessem o mesmo, pois a cidade ganha e a população, como um todo, também”.

Praça Conceito Consciente
Na Praça Conceito Consciente, as extensas áreas de gramado, vegetação mais utilizada em praças e parques, foram substituídas por outros tipos de vegetação em uma composição com o piso drenante, diminuindo a quantidade de água empregada na manutenção durante o período de seca. A utilização deste piso garante ainda a permeabilidade ideal, já que o piso poroso permite a passagem rápida de até 90% da água, evitando a formação de enxurradas e alagamentos e, consequentemente, que o lixo seja levado pela água entupindo bueiros e contaminando mananciais.

Parte da água absorvida pelo piso drenante é depositada em caixas de retenção, localizadas abaixo da superfície, e que poderão ser reaproveitadas para a irrigação, por exemplo. Estas caixas serão alimentadas por um sistema de dreno com tubos porosos instalados em valas que absorvem o excesso de água.

Contêineres foram reutilizados em substituição às edificações convencionais em alvenaria. Segundo especialistas, a atitude é sustentável já que as grandes caixas, utilizadas para transportar mercadorias durante cerca de 10 a 15 anos e que seriam descartadas na natureza, encontram nova utilidade, podendo durar até 90 anos. Os Contêineres deram origem ao Espaço Cultural Attílio Corrêa Lima, que está disponível para a população como um centro de cultura e convivência destinado a ser palco dos eventos da comunidade.

 Com área total de 2 mil metros quadrados, a Praça Conceito Consciente conta ainda com um espelho d’água, recuo para estacionamento arborizado com as espécies nativas e adequadas ao piso, um parquinho infantil e bancos feito com madeira de reflorestamento.

 O Jardim Sensorial pode ser uma experiência muito interessante para pessoas com necessidades especiais, principalmente aquelas com deficiência visual. Esse jardim, composto por uma trilha ao longo de uma pérgola, tem como objetivo proporcionar uma experiência perceptiva através dos sentidos. Pelo tato, o visitante poderá ter contato direto com os elementos naturais e perceber se a sua temperatura é quente ou fria, se há rugosidade, lisura, aspereza, maciez ou dureza.

 Além do tato, o paladar também poderá apreciar o jardim, que possibilita a experimentação de temperos e especiarias. A audição será ativada com os sons presentes no jardim: o barulho das águas, o farfalhar das folhas, o sacudir dos ramos ao vento, o ruído do caminhar sobre os pedriscos ou pelo canto dos pássaros. Já o olfato será despertado com o cheiro das flores, folhas, cascas, ramos e terra molhada.

A presença do piso tátil e as placas de identificação em Braille mostram a preocupação com a acessibilidade da praça, que possuirá também passeios públicos mais largos, rampas de acesso e nenhum desnível ao longo do perímetro, facilitando a mobilidade de cadeirantes e outras pessoas que tenham alguma necessidade especial de locomoção. 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 01.02.2013 10:54 ary soares

    Bela iniciativa. A soma de experiencias nesse sentido fara de Goiânia, de fato, uma CIDADE SUSTENTÁVEL!

  • 31.01.2013 12:10 Leeh

    Bonito, uma pena q a prefeitura só investe nessas obras nas regiões nobres de goiânia. Os setores periféricos vivem em praças e canteiros central com matagal. Quem frequenta esses setores nobres sabe mto bem que só neles q é td mto bem cuidado, mto bem podado...

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351