Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Neste domingo (14/9)

Aparecida de Goiânia inaugura 1º parque urbanizado da cidade

Inauguração será às 8 horas | 13.09.14 - 08:40 Aparecida de Goiânia inaugura 1º parque urbanizado da cidade (Foto: divulgação)
A Redação

Goiânia - A Prefeitura de Goiânia e as incorporadoras EBM, GPL, Terral e Tropical Urbanismo e Incorporação inauguram neste domingo (14/9) o Parque Elmar Arantes Cabral. Situado na região nordeste, dentro do bairro planejado Parque América, trata-se do primeiro parque urbanizado no município e está localizado junto ao complexo Buriti, e atenderá aos moradores de toda a vizinhança, principalmente quem vive na Vila Maria, alto da Avenida São Paulo. A inauguração contará com atividades culturais abertas ao público durante toda a manhã de domingo. 
 
Em comemoração ao dia da árvore, dia 21 de setembro, serão entregues mudas de algumas espécies de plantas. Os visitantes participarão do sorteio de brindes doados pelo Café Rancheiro. Outra parceira é a Creme Mel Sorvetes que trocará livros por picolé,  a ação integra o projeto educacional da empresa.
 
Com quase 45 mil metros quadrados, o parque tem 23 mil metros quadrados de área de convivência e uma mata ciliar de quase 22 mil metros quadrados foi preservada e reflorestada nos pontos que estavam desmatados. O projeto foi desenvolvido e executado pelas quatro incorporadoras, com base em um conceito de vida saudável, integração sustentabilidade a acessibilidade. As obras duraram 12 meses e a infraestrutura será entregue ao poder público, que assumirá a manutenção do parque. No total, foram investidos R$ 2,8 milhão com a benfeitoria pelas incorporadoras EBM, GPL, Terral e Tropical Urbanismo e Incorporação, que também são as responsáveis pelas obras.
 
Antonio Carlos da Costa, diretor da Tropical Urbanismo, explica que a inclusão do Parque Elmar Arantes Cabral no projeto do  Parque América seguiu as premissas do novo urbanismo, movimento da arquitetura em alta no Brasil que desenvolve espaços urbanos holíticos, ou seja, planejados para atender as necessidades dos moradores de moradia, de trabalho, de consumo e de lazer. “Hoje, não pensamos mais um empreendimento isoladamente, mas sim em seu conjunto. É uma contribuição dos empreendedores ao poder público e comunidade”, diz.
 
O parque foi concebido para estimular o movimento e o lazer ao ar livre. O projeto dividiu o espaço em quatro grandes áreas, cada uma com atrações para público de diferentes idades:  espaço para crianças de 0 a 4 anos, outro para crianças de 5 até 7 anos, área destinada ao público juvenil e uma praça central para integração entre todos os públicos. Para crianças menores, a ênfase foi o uso de cores e formas, em brinquedos como o caracol e o jogo de cilindros. O pomar da antiga fazenda foi preservado e incorporado ao projeto.
 
“Próximo as árvores colocamos o playground com balanços e um escorregador para aproveitar a sombra das árvores”, diz a arquiteta que assina o projeto, Maria Ester de Souza. Entre as espécies estão mangueiras, jabuticabeiras e uma jaqueira que atraem naturalmente as pessoas na época da frutificação.
 
Para a turma de 4 até 7 anos, foram implantados os tradicionais jogos de dama, jogo da velha, amarelinha e xadrez humanizados foram implantadas para estimular o movimento. Toras de árvores foram implantadas para brincadeiras que envolvam equilíbrio. Para o público juvenil, quadra poliesportiva foi criada. Na praça central, uma arena abrigará os eventos culturais e integrará todos os públicos. Uma pista para ciclismo outra para caminhada completa o projeto.
 
Mal o parque ficou pronto e ele já tem atingido seus objetivos de atrair a vizinhança para a convivência. Para o diretor da GPL Incorporadora, Ricardo Reis, este é o maior indicativo de que o parque um vetor de desenvolvimento e de qualidade de vida dentro das cidades.  “No final da tarde, vemos pessoas jogando futebol, gente fazendo piquinique, dando volta de bicicleta, pessoas sentadas debaixo da copa das árvores, crianças brincando.. enfim, a comunidade já adotou o parque”, diz.  
 
Marcelo Borges, diretor da Terral Incorporações, lembra que o reflexo desta aprovação do público ao parque acontece na valorização. “Quem apostou no Parque América no início, quando era só um projeto, já vê o resultado com a valorização do imóvel”, diz Marcelo Borges da Terral Incorporações. O grupo empreendedor já prepara o segundo lançamento residencial no bairro, ainda neste mês.
 
Fernando Razuk, diretor da EBM Desenvolvimento Imobiliário, observa que o nordeste de Aparecida de Goiânia é uma região em transformação. “A grande mudança será o Parque América. Por ano, iremos entregar 300 a 400 apartamentos no bairro. Dentro de 5 anos teremos uma transformação enorme”, completa Razuk. Para o empreendedor um bom exemplo dessa mudança é o bairro planejado Eldorado, que modificou a região sudoeste de Goiânia, que hoje é uma cidade a parte dentro da lógica urbana.
 
Sustentabilidade
A questão da sustentabilidade foi outra preocupação do projeto. O parque possui uma mata ciliar ao fundo que foi reflorestada. Na área de convivência, o ipê, símbolo do Cerrado, fará parte do cenário. Espécies adultas de coqueiros ornamentais foram reaproveitados.
 
Segundo o engenheiro responsável pela obra, Raphael Mello Gualberto, o sistema de drenagem do parque e de iluminação foram projetados especialmente para atender quesitos de sustentabilidade e acessibilidade. “Para absorver o volume da chuva,  fizemos na Praça Central um caimento para o centro da arena, onde estão implantados colchões drenantes para levar a água captada para as galerias fluviais”, diz ele, que também é diretor de Engenharia e Projetos da Tropical Urbanismo e Incorporação.

 
Em relação a acessibilidade, para os cadeirantes foram desenvolvidas pistas de acessos especiais a todo parque, com piso liso e rampas. A área  facilitará ainda também o acesso de carrinhos de bebês e de pessoas com andadores e bengalas. Outro diferencial será a iluminação com fiação subterrânea, que proporciona uma paisagem urbana mais limpa e segura. “A iluminação subterrânea permite que a área continue livre para as pipas, brincadeira comum na região”, diz o engenheiro. Após a entrega, a prefeitura será a responsável pela manutenção do parque.
 
Sobre o Parque América
Primeiro bairro planejado de Aparecida de Goiânia, o Parque América está sendo desenvolvido em uma área de 300 mil metros quadrados pelas incorporadoras EBM, GPL, Terral e Tropical Urbanismo e Incorporação.

O complexo urbanístico terá  edifícios residenciais, um deles já em obras e o segundo com lançamento previsto ainda este mês. O Parque Elmar Arantes Cabral integra o projeto e, além dele, toda infraestrutura como rede de água, esgoto e iluminação será construída pelo grupo empreendedor e será doada ao poder público.
 
Serviço - Inauguração do Parque Elmar Arantes Cabral
Data: 14/09/2014
Local: Parque Elmar Arantes Cabral
Endereço: Avenida das Amendoeiras, Parque América, Aparecida de Goiânia
Horário: A partir das 8 horas

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351