Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Casa própria

Saiba a importância de pagar 30% do valor do imóvel até a entrega

Confira dicas do executivo do grupo Bambuí | 24.09.15 - 17:39 Saiba a importância de pagar 30% do valor do imóvel até a entrega (Foto: divulgação)
A Redação
 
Goiânia - Os financiamentos imobiliários com recursos da poupança viabilizaram a compra e construção de 538,3 mil unidades, em 2014, um crescimento de apenas 1,6% na comparação com 2013. Embora tenha aumentado o percentual financiado dos imóveis, de 64,9% para 65,4% de 2013 para 2014, na maioria dos bancos, o limite máximo permitido para financiamento é de até 80% do valor, mas há um movimento no sentido de reduzir este percentual para a faixa dos 60%.

Segundo o Diretor Técnico e Comercial do Grupo Bambuí, Humberto Furlanetto, hoje os bancos estão mais criteriosos e mais restritivos em relação aos financiamentos. “Se o cliente consegue quitar de 35% a 40% do valor do imóvel até as chaves, ele provavelmente conseguirá financiar o restante sem problemas. Sem contar, que isso também é uma garantia que ele terá condições de pagar as parcelas do financiamento, mesmo em eventuais momentos de dificuldades”, afirma.
 
Dicas do executivo Humberto Furlanetto
Por que uma obra com agente financiador (banco) é uma segurança para o cliente? 
A obra financiada é uma segurança muito boa para o cliente porque a liberação do recurso fica condicionada ao volume de vendas que a construtora vai reportando ao banco e a evolução física da obra. Ou seja, uma obra financiada é garantia de fluxo de caixa para a construção do empreendimento.
 
O que é o desligamento da obra pelo banco? 
O desligamento é quando o cliente para de pagar as parcelas do seu imóvel para a construtora e começa a pagar diretamente para o banco. Neste momento, ele assume uma parte da dívida original da construtora junto ao agente financiador, ou seja, ocorre a contratação do financiamento. 
 
Mas vale a pena mesmo a taxa sendo um pouco maior? 
Segundo Humberto Furlanetto, pode parecer um pouco estranho em um primeiro momento, já que o cliente sai de um INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) junto a construtora para assumir uma taxa um pouco mais alta. Em contra partida, ele também não sofre com possíveis oscilações, além de passar a ter um seguro de negociação. Outro ponto importante é que o processo de financiamento não é uma coisa tão rápida de ser feita.
 
Faço com o agente financiador da obra ou tento com outros bancos o financiamento? 
O importante é olhar sempre as taxas dos bancos – Custo Efetivo Total – CET e não olhar apenas taxa de juros nominal. Apesar da taxa ser praticamente uma commodity hoje, vale a pena negociar, já que para o banco é um investimento em um cliente potencial também para outros serviços.
 
Como garantir que vou conseguir o financiamento?
O banco vai avaliar o seu fluxo de entradas e saídas, o quanto entra efetivamente e o quanto o cliente gasta. Segundo o executivo do Grupo Bambuí, o primeiro passo é fazer um planejamento financeiro. “Reduzir as despesas, caracterizar bem as entradas para mostrar que há renda. E não adianta ter uma grande entrada isolada, o banco vai avaliar a constância das entradas”, afirma.
 
Mas quanto tempo dura a aprovação do financiamento? 
A aprovação do crédito tem validade de aproximadamente 120 dias. Por isso, é importante refazer a simulação a cada seis meses ou, pelo menos, uma vez por ano para ver como está a aprovação. Quando estiver mais próximo do desligamento, refazer para saber de quanto será a taxa, tendo uma perspectiva mais real dos valores.
 
Quais os documentos a construtora precisa fornecer para o cliente dar entrada no pedido de financiamento? 
Depois de feita a avaliação do comprador, a construtora precisa fornecer algumas documentações do imóvel, como: Certidão de Inteiro Teor da Matrícula e Certidão Negativa de Ônus, Contrato Social, Certidão Conjunta emitida pela SRF/PGFN, CRF – Certidão de regularidade do recolhimento do FGTS em nome da empresa, Certidão Negativa dos Distribuidores Forenses referente a “Ações Cíveis”, Certidão Negativa da Justiça Federal, Certidão simplificada da Junta Comercial, Certidão Negativa de Impostos e Taxas Municipais, Imposto sobre a Propriedade Territorial e Urbana, e Declaração de Não-Existência de Débitos Condominiais.
 
O cliente corre algum risco se não conseguir pagar pelo menos 30% do imóvel até a época do financiamento? 
Hoje muitas construtoras pedem pelo menos 30% do valor total do imóvel até as chaves. Se o cliente não paga isso, a chance dele conseguir este financiamento é reduzida. Por exemplo, se ele pagou apenas 20% do imóvel até as chaves, terá que financiar 80% - e pode ser que não consiga o valor total. E se conseguir o financiamento total, terá parcelas muito altas pela frente. Ele precisa se programar para não tomar um susto quando for financiar, evitando assim um distrato ou mesmo outros problemas.
 
Vale apena antecipar o financiamento? 
Dívida boa é dívida paga . Não se iluda com aplicações financeiras. Se você tem compromisso com a aquisição do imóvel, negocie com a construtora e antecipe  o máximo possível, para minimizar o valor das prestações junto ao banco.
 
Justifica tanta espera para compra de um imóvel?
Somente as despesas de educação dos filhos deve preceder a aquisição de um “endereço definitivo”. Ao adquirir um imóvel você alia investimento com conforto de desfrutar desse investimento.
 
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351