Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Período de chuvas

Cautela e manutenção evitam acidentes

Segundo AMT, ocorrências já aumentaram 30% | 07.10.11 - 10:22 Cautela e manutenção evitam acidentes Motoristas devem reduzir velocidade durante as chuvas (Foto: Fábio Lima)
Larissa Lessa

Trocar as palhetas dos limpadores, checar condições e calibragem dos pneus e verificar luzes e pastilhas de freio. São simples e eficientes as dicas para quem vai enfrentar o trânsito em dias de chuva, que podem evitar dor de cabeça e acidentes na cidade. E eles costumam aumentar: de domingo (2/10), quando começou a chover, até ontem, foram 306 ocorrências de acidente de trânsito atendidas pela Agência Municipal de Trânsito (AMT), aumento de 30% em relação ao mesmo período da semana anterior.

Para o diretor de trânsito da agência, Miguel Carlos, a estatística é resultado da imprudência no trânsito. “A velocidade alta aumenta o risco de aquaplanagem, uma lanterna queimada dificulta a visão de quem vem atrás e a palheta ruim diminui a visibilidade. Enfim, o motorista precisa ter atenção redobrada em período de chuva e o veículo tem que estar em boas condições”, explica o diretor.

É o que também explica o mecânico José Vieira, que estima aumento de 50% no movimento da oficina em que trabalha desde o início das chuvas. “Infelizmente, a minoria dos motoristas vem aqui para fazer manutenção preventiva. O pessoal só aparece quando o carro dá problema”, diz. José Vieira explica que, para evitar que o carro fique parado no meio da rua, o motorista não deve passar por locais em que o nível de água esteja acima da altura do centro da roda. “Os carros param porque a água entra no motor e danifica os componentes”, afirma.

Se não der para evitar o local, o motorista deve passar pelo alagamento devagar, em primeira marcha, sem tirar o pé do acelerador. Vale também manter distância dos veículos que estiverem à frente, principalmente se forem ônibus ou caminhões, já que as ondas provocadas pela passagem pode desestabilizar o veículo que vem atrás. Para os donos de carros bicombustível que preferem rodar com etanol, a dica é não esquecer de preencher o reservatório de gasolina para partida a frio.

O diretor da AMT também recomenda que o motorista tire o pé do acelerador quando a chuva se intensifica. “Se for uma chuva torrencial, a dica é diminuir a velocidade e, se possível, parar o carro”, afirma. No entanto, o motorista deve evitar ligar o pisca alerta do carro quando ainda estiver em movimento. “Isso confunde os outros motoristas e pode causar acidente, além de ser uma infração de trânsito”, diz.

Quando não der para evitar o acidente, a recomendação é que os carros sejam retirados da pista se não houver vítimas. Os agentes, segundo Miguel Carlos, podem fazer o boletim de acordo com o relato dos condutores.



Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351