Juros  04.05.2012 20h25
BB anuncia nova redução de juros para pessoas físicas

Banco incentiva transferência de financiamento


O Banco do Brasil anunciou nesta sexta-feira (4/5) uma nova redução nas taxas de juros, desta vez apenas para pessoas físicas e nas linhas de crédito pessoal, cheque especial e veículos. Na semana que vem o banco promete anunciar um corte para empresas e redução de taxas de administração de fundos de investimento. O anúncio foi feito pelo vice-presidente de Negócios de Varejo do BB, Alexandre Corrêa Abreu.

No cheque especial, a taxa máxima mensal caiu de 8,31% para 3,94%, que agora é a taxa única do produto. No crédito pessoal, caiu de 5,79% (ao mês) para 3,94%. No financiamento de veículos, a taxa média caiu de 3,20% para 1,58%.

Abreu destaca que houve forte aumento dos desembolsos desde que o BB cortou os juros. De 12 a 30 de abril, houve alta de 156% na liberação de recursos, comparando esse período a março, quando não havia redução nas taxas. A liberação diária de empréstimos chegou a ultrapassar R$ 40 milhões.

O BB apresentou números que revelam que a participação do banco dobrou no mercado de financiamento de veículos em abril, considerando a originação de financiamentos de veículos. A fatia do banco subiu de 4% em março para 7% em abril.

Hoje, além do corte de juros, o BB anunciou também uma nova linha para pessoas que não recebem salário pelo banco, com garantia de imóvel próprio, que tem juros 1,52% a 1,60% ao mês e prazo de 180 meses. Quem não tiver imóvel próprio, pode dar o veículo como garantia, mas as condições são diferentes (prazo de até 58 meses e juros médios de 1,58%).

No dia 8 de abril, o BB anunciou a criação do programa "Bompratodos", com taxas de juros reduzidas em algumas linhas como financiamento de veículos e consignado para clientes do banco. Logo em seguida, após o corte na Selic para 9% ao ano, o BB voltou a anunciar redução de juros. As novas medidas entram em vigor até o dia 27. As taxas menores, como a do cheque especial, valem a partir do dia 7.

Os cortes valem para quem tem conta salário no BB e aderir ao programa Bompratodos. O banco estima que cerca de 150 mil pessoas já aderiram ao programa desde o dia 12 de abril.

Além do BB, a Caixa Econômica Federal também já fez vários cortes nos juros. Os bancos privados - Itaú, Bradesco e Santander - fizeram uma redução seguindo os movimentos das instituições públicas e dizem estar avaliando novas mudanças.

Transferência de financiamento
O vice-presidente de Negócios de Varejo do BB disse que a instituição quer facilitar a transferência de dívidas de financiamento de veículos para o banco, a chamada portabilidade do crédito. "Observamos quantidade enorme de clientes que tinham feito dívida em outras instituições financeiras e estavam interessados em mudá-la para o BB, que reduziu as taxas e passou a ter juros menores", disse Abreu.

A portabilidade, segundo o executivo, não estava funcionando bem até agora, apesar do interesse das pessoas físicas. Por isso, o BB fez mudanças em sistemas e processos para facilitar a transferência de dívida.

Com a mudança, o BB é que vai liquidar a dívida do cliente no outro banco. Depois, recalcula as condições do empréstimo para o tomador já com as taxas menores, de acordo com o executivo. A taxa mínima para o financiamento de veículos do BB é de 0,95%, ante 0,99% dos bancos privados.

Os interessados em trazer o financiamento de veículos para o BB precisam atualizar os cadastros, para saber seu limite de crédito e pedir a transferência da dívida. O BB cuida dessas mudanças, que até agora ficavam a cargo do próprio cliente e, por isso, a portabilidade era complicada e burocrática, de acordo com os executivos. (Agência Estado)

Comente


Comentários


Publicidade

Publicidade