Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Internacional

FBI apreende documentos em escritório de advogado pessoal de Trump em Manhattan

Presidente classificou ato como "uma desgraça" | 10.04.18 - 08:47 FBI apreende documentos em escritório de advogado pessoal de Trump em Manhattan (Foto: NASA/Bill Ingalls)
Washington - O FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, apreendeu documentos do escritório do advogado pessoal do presidente americano Donald Trump, Michael Cohen, informou o advogado de Cohen, Stephen Ryan, de acordo com a Associated Press.

O New York Times relata ainda que parte dos documentos apreendidos estão relacionados com pagamentos feitos à atriz pornográfica Stephanie Clifford, conhecida como Stormy Daniels. Ela alega ter se envolvido em um caso extraconjugal com Trump na década de 2000. Cohen disse recentemente que pagou US$ 130 mil a Stormy Daniels.

Uma fonte ouvida pela Dow Jones Newswires aponta que os agentes federais também estiveram na casa do advogado pessoal de Trump e em um quarto de hotel em Manhattan associado a ele.

O comunicado de Ryan, segundo a AP, afirma que os mandados foram concedidos pelo escritório do Procurador dos EUA para o Distrito Sul de Nova York, mas estão "em parte" relacionados à investigação do conselheiro especial Robert Mueller sobre suposta interferência da Rússia na eleição presidencial americana de 2016.

Ryan diz ainda que os agentes apreenderam "comunicações protegidas pelo sigilo entre cliente e advogado" e o uso de mandados de busca e apreensão foi "completamente inapropriado e desnecessário".

Trump
O presidente dos EUA disse que a investida do FBI sobre o escritório de seu advogado "é uma desgraça". "Toda esta investigação de Mueller é um ataque ao nosso país, a tudo o que nós defendemos. Já disse e repito que não houve qualquer conluio com a Rússia", complementou o presidente.

"Esta caça às bruxas já ocorre há mais de 12 meses e ainda não encontraram nada sobre mim. Não podemos deixar que atrocidades ocorram."(Com Agência Estado)

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351