Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Em um ano

Procon Goiânia: mais de 400 idosos foram vítimas de empréstimos indevidos

No total, 32 instituições foram denunciadas | 16.04.18 - 16:41 Procon Goiânia: mais de 400 idosos foram vítimas de empréstimos indevidos (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)
A Redação
 
Goiânia – No período de um ano, o Procon Goiânia recebeu mais de 420 reclamações de consumidores idosos referentes a empréstimos consignados. No total, 32 instituições financeiras foram denunciadas ao órgão pela prática abusiva. Segundo o órgão, as instituições financeiras aproveitam da fragilidade do idoso e atuam de forma abusiva induzindo-os a assinar contratos de financiamento e outros documentos que podem comprometer o orçamento mensal da pessoa. 
 
O Procon alertou que as modalidades são variadas, como por exemplo, a abordagem via telefone, onde sugerem supostas vantagens na renovação, renegociação ou quitação de dívidas no empréstimo consignado. A falta de transparência e esclarecimento nas informações dos agentes financeiros sobre juros, taxas extras, prazos e outros dados também são itens de reclamação nos processos administrativos. 
 
Segundo o superintendente do Procon Goiânia, José Alício de Mesquita, o número de idosos nessa situação é bem maior, mas poucos procuram por seu direito. “Muitos idosos demoram a perceber a existência de empréstimos fraudados no seu benefício, porque os valores descontados geralmente são de baixo valor e parcelados em vários meses”, disse.
 
“Se calcularmos o montante, chega-se a valores consideráveis, podendo comprometer quase um terço do salário mensal dos idosos por conta das parcelas”, alertou o superintendente. 
 
Confira dicas do Procon Goiânia: 
 
- Para empréstimo realizado via telefone ou na residência do idoso, o consumidor possui o direito de arrependimento, no prazo de 7 dias, e consequente cancelamento sem qualquer custo, conforme previsto no artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor;
- Antes de assinar o contrato, ler com atenção todas as cláusulas, que devem conter informações claras sobre qual o valor total a ser pago, os juros cobrados e outras condições do financiamento; 
- Não assine procuração para pessoas desconhecidas;
- Tentar ir, principalmente a bancos e lotéricas, sempre acompanhado de alguém de confiança.
 
Para formalizar reclamações, o Procon Goiânia funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, na Avenida Tocantins, no Centro. Denúncias podem ser realizadas também pelo telefone: 3524-2942.
  
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351