Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Frederico Lobo

Dieta sem glúten e lácteos: moda ou necessidade?

Supervisão médica é essencial | 03.01.13 - 20:19
Dieta sem glúten e sem lácteos virou moda nos consultórios de ortomoleculares e nutricionistas funcionais. Mas o que é glúten? É uma proteína composta pela mistura de  duas proteínas: gliadina e glutenina, ambas estão presentes nas sementes de trigo, cevada, centeio e em menor quantidade na aveia.
 
Acreditava-se que apenas indivíduos portadores de Doença Celíaca (DC) possuíam intolerância imunológica ao glúten. Hoje sabemos que existe um espectro de doenças que levam o indivíduo a não tolerá-lo, sendo a Sensibilidade ao Glúten (SG) a mais comum, também denominada de sensibilidade tóxico química ao glúten, devido o efeito devastador na mucosa intestinal.
 
Na DC os portadores criam anticorpos contra o glúten, quando o glúten chega ao intestino dos celíacos, anticorpos impedem sua absorção e de outras proteínas. Já na SG ocorre uma intolerância imunológica ao glúten que gera uma reação inflamatória com formação de opióides (substâncias neurotóxicas), como a gluteomorfina que pode desencadear o vício e que atua no cérebro de maneira semelhante à morfina; ou ainda formando imunocomplexos que podem gerar inflamação em vários sistemas. 
 
Nos portadores de SG existem sintomas, que variam muito conforme o metabolismo: Neuropsiquiátricos (depressão, autismo, dormências); Dermatológicos (dermatites, mudança nos odores corporais, sudorese); Gastrintestinais (intestino preso, diarréia, gases); Baixa imunidade e até obesidade. Muitos relatam que após a retirada do glúten apresentam melhora desses sintomas. Talvez esse seja um dos maiores motivos para que esta opção, de uma nova alimentação, tenha vindo para ficar.
 
E os Lácteos? São derivados do leite, compostos por diversas proteínas (alfa-lactoglobulina, beta-lactoglobulina, caseína) que podem desencadear reações semelhantes à da SG. Além das proteínas, os lácteos podem ou não apresentar um açúcar chamado lactose, que no nosso corpo é "digerido" por uma enzima, a lactase. No Brasil um estudo mostrou que 80% da população possui intolerância à lactose, mas nem todos apresentam sintomas quando expostos a lácteos.
 
Alergia ao leite x intolerância a lactose
Devemos salientar que são quadros diferentes. Na alergia à proteína do leite de vaca, o paciente poderá apresentar sintomas: Locais (intestinais): diarréia, distensão abdominal, inflamação da mucosa intestinal e/ou Sintomas sistêmicos: depressão, autismo, hiperatividade, urticária, sintomas respiratórios. Na Intolerância à lactose ocorre mais sintomas locais.
 
Vale ressaltar que a retirada do glúten e dos lácteos deve ser feita sob supervisão. O médico deve diagnosticar a alergia ou intolerância, só depois que se inicia a retirada. Esta supervisão é essencial por um simples motivo: a retirada desses alimentos, sem orientação, leva o paciente a escolher alimentos substitutos que apresentam alto índice glicêmico (ex. farinhas de arroz, de mandioca, de milho, fécula de batata, macarrão de cereais). Caso não exista uma combinação adequada visando uma redução da carga glicêmica da refeição, o paciente ganhará peso ao invés de eliminar, além de perder nutrientes. Somente o nutricionista será capaz de adequar a dieta às necessidades do paciente.
 
Frederico Lobo é médico do Instituto de Medicina de Goiás e da Clínica de Ecologia Médica em Brasília. 
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
  • 10.01.2013 10:23 Frederico Lobo

    Fátima, bioressonância tinha que ser proibida. Não tem validação científica nenhuma. Abç

  • 09.01.2013 21:16 Edivânia C. Silva

    Nada como manter-se informado através de uma linguagem clara e objetiva. Obrigado Dr Frederico Lobo.

  • 09.01.2013 18:10 Maria Teodoro

    Parabéns pelo texto!Ficou muito bem resumido e explicado.

  • 06.01.2013 21:01 Fatima B. Vieira

    Como saber se sou alérgica ou com intolerância ao glúten e lactose A avaliação através do teste de Bio-ressonância é possível detectar isso

  • 05.01.2013 11:21 Alexandre de Souza Oliveira

    Bem interessante, informações importantes. Realmente precisamos estar atentos aos alimentos que ingerimos, com saúde não se brinca!

  • 05.01.2013 11:05 Isis Moreira

    Parabéns pelo texto, Dr. Frederico! Ficou muito interessante, bem resumido e explicado. Abraços!

  • 05.01.2013 09:51 Maria Teresa Peixoto

    Ótimo texto, dr.Frederico Lobo. Trazer essas informações as pessoas são coisas que não tem preço. Te conheço e sei da sua competência. Isso é que fazer o bem sem olhar a quem.

  • 05.01.2013 09:39 Dr. Frederico Lobo

    Caros leitores, grato pelos elogios. Fico contente em saber que gostaram do texto. Ele é um resumo de um mais completo que preparei, disponível em: http://www.ecologiamedica.net/2012/10/sem-gluten-e-sem-lacteos-mas-e-agora.html att. Dr. Frederico Lobo

  • 04.01.2013 20:12 Fernanda I Silveira

    Muito bom ficar informada ainda mais se tratando de saúde.Parabéns pela matéria bem explicada!!!

  • 04.01.2013 18:03 Thiago Melo

    Muito esclarecedor o texto, que milagre ver um médico explicando de forma tão clara o assunto.

  • 04.01.2013 15:25 Patricia Trevenzol

    Texto muito bom! Só complementando, as proteínas do leite de vaca, além de tudo que o Dr. Frederico citou, podem causar, em pessoas alérgicas, reações anafiláticas. Então, em caso de alergias, sensibilidades e intolerâncias alimentares, procure sempre um MÉDICO e um NUTRICIONISTA especializado!

  • 04.01.2013 09:45 Ricardo José

    Muito bom o artigo e gostei muito da informação sobre Alergia ao leite x intolerância a lactose. Abraço!

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351