Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

/ contato@aredacao.com.br

Histórias da Copa

1966: Copa da Inglaterra

Brasil era favorito, mas a Inglaterra levou | 31.05.14 - 09:05 1966: Copa da Inglaterra
 
Inventores do futebol, os ingleses tiveram a oportunidade de sediar uma edição da Copa do Mundo em 1966. Estranho seria se, em campo, a Inglaterra não desse o seu melhor em prol do título. Mas a história que se conta até hoje cita uma arbitragem duvidosa. Polêmicas à parte, o English Team faturou, diante de sua torcida, o primeiro Mundial na história.
 
O número de interessados em disputar o torneio organizado pela Fifa crescia a cada edição. No total, 71 se candidataram para jogar na Inglaterra. Dos 16 selecionados, a novidade ficou por conta de Portugal, que estreava na competição. Oito cidades inglesas receberam os jogos. 
 

 A Copa
Na trajetória rumo ao título, a Inglaterra enfrentou a temida seleção do Uruguai em jogo de estreia. O empate sem gols gerou, na torcida, um pouco de desconfiança com relação ao time montado por Ramsey. Mas o grupo reagiu e caminhou até a decisão, contra a Alemanha.
 

(Foto: site Fifa)
 
Foi emocionante e polêmico. Mais de 120 mil torcedores lotaram o estádio Wembley, em Londres, naquele dia 30 de junho. A Alemanha começou em vantagem, mas os ingleses empataram minutos depois. Na etapa final, Peters virou o placar a favor dos donos da casa, mas os alemães alcançaram gol de empate e levaram a decisão para a prorrogação.
 
Aos 11 minutos da prorrogação, Hurst finalizou: a bola bateu no travessão, tocou o chão e o árbitro, com ajuda do bandeirinha, legalizou o gol da Inglaterra. O jogo já caminhava para o fim quando Hurst marcou o quarto gol, decretando a vitória inglesa.
 
 Seleção brasileira 
Depois de levantar a taça duas vezes consecutivas, o Brasil nunca entrou tão favorito em uma competição. Mesmo com Pelé no auge, aos seus 25 anos, a seleção não assumiu o papel de melhor equipe quando a bola rolou.
 
A estreia foi boa, com vitória por 2 a 0 sobre a Bulgária, gols de Pelé e Garrincha. Mas foi só. Depois, perdeu para Hungria e para o estreante Portugal pelo mesmo placar, 3 a 1. 

Após viver a sensação de faturar o Mundial duas vezes, a seleção brasileira precisou arrumar suas malas para embora mais cedo. Eliminada na primeira fase, a equipe deixou o torneio reclamando da arbitragem.

 Curiosidades
- O herói da Copa de 1966 tinha quatro patas. O cachorro Pickles ficou conhecido por encontrar a Taça Jules Rimet, dois dias depois de ter sido roubada. O objeto estava no meio de arbustos de um jardim, na zona Sul de Londres;
 
- Por falar em quatro patas, pela primeira vez uma Copa do Mundo ganhou mascote. Símnolo típico do Reino Unido, o leão ganhou espaço. Conhecido pelo nome de Willie, o mascote vestia uma camisa azul escrito "World Cup";

- Pelé e Garrincha foram os primeiros atletas a balançarem as redes em três edições consecutivas da Copa do Mundo. Os gols foram marcados na vitória por 2 a 0 sobre a Bulgária, curiosamente a última partida que os dois atuaram juntos pela seleção.



Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:

Sobre o Colunista

Mônica Parreira
Mônica Parreira

/ contato@aredacao.com.br

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351