Rolou no Twitter  30.01.2012 00h27
Rita Lee e o encerramento da sua polêmica carreira

O encerramento polêmico da carreira da cantora


A cantora Rita Lee, 64 anos, uma semana após anunciar sua aposentadoria dos palcos, fechou sua carreira como começou: polemizando.
Neste último domingo (29/01) Rita Lee foi tema dos internautas durante todo o dia. PMs da cidade onde aconteceu o show, segundo depoimentos de quem foi e os noticiários, agrediram um membro do fã-clube da cantora. A cantora parou o show, reivindicou, foi enfrentada, brigou, xingou. Resultado, terminou a noite do seu último show na delegacia, por desacato à autoridade. O acontecido dividiu opiniões entre os que defenderam e os que
criticaram duramente a cantora, até mesmo usando palavras de baixo calão.

Eu, particularmente, defendi. Não que seja certo ofender policiais, mas porque é preciso uma presença de espírito e coragem muito grande para usar da visibilidade que possui para se revoltar por uma injustiça. Faltou moderação na cantora, mas também faltou respeito por parte dos policiais. O interessante é que o fato acontece uma semana após um dos acontecimentos que mais colocam em xeque o que é “legal” versos o que é “justo”, o caso Pinheirinho. Estes dois assuntos nada têm em comum, além do fato do abuso de poder. Em ambos os casos, as palavra "lei", ‘ordem”  e “legal” são aplicados. No entanto, em ambos os casos fica explícito que "nem sempre o que é legal, é justo".

Remanescente de uma época onde a revolução acontecia além da tela de um computador, Rita Lee me lembrou, em seu discurso impulsivo e tendencioso, do que eram feitas as pessoas da sua época: de fibra e coragem, e apesar da falta de limites quanto ao tratamento dos policiais, pude ver ali resquícios de uma geração que marcou.

A cantora, um dos símbolos de uma geração que revolucionou a história do país, encerra sua carreira deixando algumas lições através do seu último show:

- Se você perde o controle, perde também a razão.

- Você vai arcar com as conseqüências das suas atitudes, independente de seu credo, status, popularidade ou religião.

- Ainda existem os que, vendo uma injustiça, colocam em prática o lema da antiga canção de Geraldo Vandré e não se calam e fazem acontecer.


@Cacau_mila





Comente


Comentários

  • 01.02.2012 02:59 Por Thais Fleury

    Estou com Rodrigo. Esse seu título não informa muito bem. Rita Lee não encerrou a carreira. Aliás, disse que tem material pronto pra mais cinco álbuns com músicas inéditas. E viva a Santa Rita!!!!!! E viva o Rock'n Roll!!!!

  • 01.02.2012 10:25 Por Duílio Calaça Jr.

    A atitude da Rita Lee é a verdadeira atitude rock'n roll. Roqueira como ela é, não poderia agir de outra forma. Se fumar maconha é ilegal então a polícia tem que coibir. Mas não no meio do show e bem em frente ao palco. O correto seria na entrada ou na saída do show. Parebéns à Rita Lee pela carreira belíssima que não poderia ter terminado de outra forma. Fechou com chave de ouro. Agora cada vez mais teremos de engolir os "roqueiros" politicamente corretos do Restart e outras porcarias.

  • 30.01.2012 05:19 Por Rodrigo

    Querida, Rita não encerrou a carreira, apenas anunciou que parou de fazer shows. Obrigado


Publicidade

Publicidade