Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Após denúncias de assédio moral e sexual

Harvey Weinstein é expulso da Academia de Cinema e fica de fora do Oscar

MP vai apurar possíveis irregularidades | 14.10.17 - 19:08 Harvey Weinstein é expulso da Academia de Cinema e fica de fora do Oscar Harvey Weinstein (Foto: Just Jared) 
Yuri Lopes
 
Goiânia – Após uma semana de denúncias de assédio sexual e moral por parte do produtor Harvey Weinstein, feitas por mais de 30 mulheres que trabalham com cinema, um dos profissionais mais conhecidos dos bastidores de Hollywood continua a sofrer as consequências causadas pelo escândalo.
 
Fora do Oscar
Neste sábado (14/10), a Academia Norte-Americana de Cinema e Ciências Cinematográficas, responsável pela entrega do Oscar, anunciou que decidiu, por maioria dos votos, expulsar Harvey Weinstein do quadro de membros.
 
Segundo o jornal inglês The Guardian, a decisão foi tomada após “bastante além da maioria necessária de dois terços” votar pela expulsão do produtor.
 
"Não somente nos distanciamos de alguém que não merece o respeito dos colegas, mas enviamos uma mensagem clara de que o tempo da ignorância deliberada e a cumplicidade vergonhosa relativamente a comportamentos de agressão sexual e assédio no local de trabalho na nossa indústria acabou", diz o texto oficial do comunicado da Academia.
 
Série cancelada
A Amazon divulgou comunicado à imprensa para confirmar que rompeu os laços profissionais com a The Weinstein Company após as denúncias de abuso sexual por parte de Harvey Weinstein. A produtora era responsável pela série, então ainda sem nome, de David O. Russell, com Robert De Niro, Julianne Moore e Michael Shannon nos papéis principais. As informações são do site da revista Variety.
 
Os três atores assinaram um comunicado conjunto onde afirmam que concordam com a decisão da Amazon cortar relações com Harvey Weinstein e que não seguirão com a produção em nenhum outro canal ou sistema de streaming.
 
De acordo com o The Hollywood Reporter, a produção já havia consumido cerca de US$ 40 milhões.
 
Sem esposa
Com o crescimento do número de denúncias de atrizes e outras profissionais da indústria do cinema com relatos de casos de assédio sexual, moral e abuso de poder, nem mesmo o casamento de dez anos de Harvey Weinstein com a designer de moda Georgina Chapman resistiu ao escândalo.
 
Ao site Page Six, Weinstein disse estar "profundamente devastado" com o fim do casamento. "Eu perdi minha esposa e meus filhos, aos quais eu amo mais do que qualquer coisa", disse o produtor.
 
Em um comunicado, Georgina prestou solidariedade às mulheres que denunciaram Harvey e pediu privacidade por parte da imprensa. “Meu coração se quebra para todas as mulheres que sofreram tremendo sofrimento por causa dessas ações imperdoáveis. Eu escolhi deixar meu marido. Cuidar dos meus filhos jovens é a minha primeira prioridade e peço aos meios de comunicação a privacidade neste momento.”, diz o texto.
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351