Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Polêmica

Possível venda da sede do Jóquei Clube movimenta as redes sociais

Fanpage cria abaixo-assinado contra o caso | 30.11.17 - 12:27 Possível venda da sede do Jóquei Clube movimenta as redes sociais Foto de arquivo da sede do Jóquei Clube, no Centro de Goiânia (Foto: reprodução/archdaily)
 
A Redação
 
Goiânia - Localizado no Centro de Goiânia, o Jóquei Clube de Goiás reserva boas lembranças aos goianienses que frequentaram seus bailes e carnavais entre as décadas de 1940 e 1980. E são justamente as memórias, associadas ao valor histórico e arquitetônico da estrutura física, que estão movimentando as redes sociais como resposta à possível venda do local. 
 
A atual diretoria do Jóquei alega que vender a sede principal, localizada entre a Rua 3 e a Avenida Anhanguera, pode ser a saída para a crise financeira que levou o clube a deixar de realizar seus tradicionais eventos nos últimos anos. O dinheiro pode, inclusive, ser utilizado para reconstrução do clube, agora no Hipódromo da Lagoinha, no Setor Cidade Jardim.
 
Um movimento nas redes sociais está mobilizando os goianos na tentativa de impedir que o espaço da tradicional sede seja vendida. Caso ocorra, o local pode virar uma igreja ou até mesmo um supermercado. Criada na quarta-feira (29/11), a fanpage Salve Jóquei lançou um abaixo-assinado virtual. A meta é alcançar 5 mil assinaturas. Até a publicação desta reportagem, o site já registrava 340.
 
"Demolir o Jóquei é apagar não só um patrimônio, mas parte da nossa história e identidade de um potencial espaço de lazer em nossa cidade que pode atender toda a comunidade goianiense, carente de espaço de lazer de qualidade", defende a página no Facebook.
 
Opiniões
O arquiteto e urbanista Leo Romano usou seu perfil pessoal para se manifestar sobre a possível venda do Jóquei Clube. "O projeto é do maior arquiteto vivo do Brasil, Paulo Mendes da Rocha! Não podemos deixar isso acontecer! É um dos maiores patrimônios arquitetônicos da cidade de Goiânia! Ajudem-nos", escreveu ao publicar algumas fotos do local.
 
Já o escritor e jornalista Iuri Godinho levantou outro debate. Para ele, o Jóquei Clube já vem sendo alvo de demolição há bastante tempo. "Sempre desconfio das notícias de redes sociais, mas se for verdade que o Jóquei será demolido, ótimo. O 1º clube de Goiânia era uma casa histórica linda e não essa caixa cinza quadrada horrorosa de agora. A casa foi demolida, ninguém chiou", argumentou.
 
"Tinha um bosque bacana e virou estacionamento e cimento. Ninguém reclamou", continuou o jornalista. "Para terminar, qualquer predinho mequetrefe hoje vem de fábrica com piscina e salão de festas — até favela tem laje recreativa. Ninguém precisa de clube. Podem passar a patrola no Jóquei", concluiu Iuri.
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351