Reaproximação  26.03.2012 17h32
Adriano se encontra com Runco e agenda exames no Fla

Imperador volta a manter diálogo com Mengão

Adriano se encontra com Runco e agenda exames no Fla Adriano em sua primeira passagem pelo Flamengo (Foto: Márcio Azevedo/Vipcomm)


O atacante Adriano deu um novo passo, nesta segunda-feira, para acertar o seu retorno ao Flamengo. Dispensado por justa causa pelo Corinthians, conforme confirmou o clube na última sexta-feira, o jogador se encontrou com José Luiz Runco, médico do time carioca, no Rio, onde os dois acertaram uma agenda de exames laboratoriais e clínicos aos quais o atleta será submetido ao longo de uma semana.

Por meio de um comunicado publicado em seu site oficial no início da tarde desta segunda, o Flamengo anunciou que Runco "traçou os próximos passos a serem seguidos pelo atacante nessa reaproximação com o clube". E o departamento médico flamenguista prometeu dar um parecer sobre o jogador depois da realização destes exames, que visam obter a real situação do atacante após o mesmo não ter conseguido se recuperar plenamente de uma lesão no tendão de Aquiles do tornozelo esquerdo.

"Vamos fazer uma série de avaliações laboratoriais e clínicas ao longo de uma semana. O departamento médico do Flamengo acompanhará esse processo. Quando tivermos o parecer final, com uma definição real e completa da situação do jogador, daremos novas informações", explicou Runco.

Na última sexta-feira, Adriano conversou com o vice-presidente de futebol do Flamengo, Paulo César Coutinho, assim que o clube soube da rescisão contratual por justa causa junto ao Corinthians. Na conversa, os dois acertaram que o atacante se apresentaria nesta segunda no Ninho do Urubu, CT do clube, onde deverá realizar a sua recuperação física.

Justa causa
Ao formalizar a demissão do atacante Adriano por justa causa na última sexta-feira, o Corinthians depositou na conta do jogador R$ 90 mil referentes a salários e encargos trabalhistas. Desta forma, o clube encontrou uma forma de se resguardar juridicamente caso não seja possível um acordo amigável com o advogado do atleta e o caso vá parar na Justiça.

Para justificar a decisão de demitir Adriano por justa causa, o Corinthians se apoia na suposta postura pouco profissional do jogador, que teria faltado a diversas sessões de fisioterapia e também esteve ausente de alguns treinos. O jogador nega, porém, que tenha sido demitido por justa causa e prometeu, por meio de sua assessoria, na última sexta, se pronunciar em breve sobre o assunto. (Agência Estado)

Comente


Comentários



Publicidade

Publicidade