Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Renato Valim

Saúde bucal em paciente com câncer

| 26.03.18 - 15:14
O Brasil deve diagnosticar cerca de 600 mil casos de câncer nos anos de 2018 e 2019. Diante destes dados, aumenta a preocupação em dar um tratamento melhor, adequado e confortante aos pacientes com essa doença.
 
O tratamento oncológico, dividido pela cirurgia, quimioterapia e radioterapia, pode desencadear alguns sintomas e, se não forem tratados, agravar a doença e prejudicar a saúde da boca. Diante desta situação, o cirurgião dentista se torna um aliado imprescindível nestes tratamentos. Sua função é melhorar as condições bucais do paciente, diminuir as infecções locais e proporcionando uma qualidade de vida a esses pacientes.
 
O tratamento é dividido em três fases: a que antecede o tratamento com radioterapia ou quimioterapia, em que realizamos um estudo de toda condição bucal por meio de exames clínicos e radiografias. Logo avaliamos se existe um foco infeccioso e presença de doenças periodontais ou metastáticas e, por fim, como está a higiene bucal do paciente.
 
Este acompanhamento odontológico deverá ser periódico devido ao possível surgimento de sintomas desagradáveis ou doenças oportunistas. Podemos citar como exemplo a 'mucosite', inflamação da mucosa da boca que pode levar a úlceras doloridas. O quanto antes iniciarmos o tratamento, evitaremos um desconforto ao paciente.
 
Outro sintoma comum é a xerostomia, sensação de boca seca. O tratamento oncológico age nas glândulas salivares e isso causa uma diminuição na salivação, os lábios ficam secos e garganta irritada, dificultando a alimentação do paciente. Neste caso, realizamos um procedimento com laser de baixa potência, uso de salivas artificiais ou estimulações das glândulas.
 
O tema é delicado e exige muita cautela. O trabalho integrado da equipe multiprofissional é indispensável, assim como a busca do paciente por informações com odontólogos especializados. Um resultado positivo no tratamento proporciona ao paciente uma qualidade de vida e minimiza qualquer intercorrência que ele possa ter durante esta etapa exaustiva. 
 
Lembrando que, independente de qualquer situação, as pessoas necessitam estar conscientes da importância de terem uma boa higiene bucal e que a visita no cirurgião dentista periodicamente é findamental. 


*Renato Valim (CRO-GO 13135) é cirurgião dentista especialista pela UniEvangélica, pós-graduado em Atendimento de Pacientes Especiais pela ABO Goiás e pós-graduado em Odontologia Hospitalar pelo Albert Einstein

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351